-Publicidade-

Empresa israelense transforma ar em água para amenizar crise em Gaza

Aquífero local se esgotou e foi preenchido pela água salgada do Mar Mediterrâneo
Empresa israelense transforma ar em água para amenizar crise em Gaza
Empresa israelense transforma ar em água para amenizar crise em Gaza | Foto: TC Perch/Pixabay

Um milionário russo-israelense está transformando o ar em água potável para mitigar a escassez desse elemento essencial para Gaza. Isto mesmo: um empreendedor de Israel está desenvolvendo uma tecnologia inovadora em uma região controlada pelos islâmicos do Hamas.

No telhado de um prédio em Khan Younis, no sul de Gaza, uma “revolução” está se formando silenciosamente. Um mosaico de painéis solares alimenta uma enorme máquina vibratória semelhante a um grupo gerador, que veio de Israel, e remove a umidade do ar para transformá-la em água potável.

Esse microterritório de 2 milhões de habitantes vive uma crise de água potável cujos efeitos se fazem sentir na população, que apresenta índices alarmantes de cálculo renal e diarreia, segundo os pesquisadores.

Em Gaza, a água potável foi retirada do solo durante séculos. Nas últimas décadas, no entanto, a pressão populacional esgotou o aquífero, que foi preenchido com água salgada do Mar Mediterrâneo. Essa água “serve apenas para lavar roupas, limpar e tomar banho”, resume Ghassan Ashur, um comerciante de Khan Younis.

Os moradores de Gaza compram água engarrafada ou de caminhões-tanque, que a extraem do lençol freático.

“Extraímos até 80 mil litros de água aqui, que filtramos; em seguida, adicionamos a ela cloro e outros produtos químicos para torná-la potável”, explica Issa Al-Farra, dona de uma estação elevatória.

Leia também: “Israel avança com mais um projeto de vacina contra a covid-19”

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês