Joice Hasselmann é condenada por zombar de petista

Edição da semana

Em Em 24 nov 2020, 20:54

Joice Hasselmann é condenada por zombar de petista

24 nov 2020, 20:54

Ex-senadora foi chamada de “anta” e “gentalha” pela deputada

joice hasselmann - stj - indenização para a petista Maria Regina Sousa

A deputada Joice Hasselmann terá de pagar indenização a petista devido a comentário feito em tempos de atuação no jornalismo | Foto: Reprodução/Instagram

Usar termos como “anta”, “cretina”, “gentalha” e “semianalfabeta” para se referir a uma adversária política é ato passível de indenização por danos morais. Esse foi o entendimento da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao analisar hoje processo da ex-senadora e atual vice-governadora do Piauí, Maria Regina Sousa (PT), contra a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP).

Leia mais: “Lava Jato: STF paralisa ação contra Lula”

Pelas palavras utilizadas contra a ex-senadora, Joice foi condenada a pagar R$ 40 mil. Segundo o relator do processo no STJ, Luis Felipe Salomão, o caso configurou difamação. Para ele, Joice extrapolou os limites da liberdade de expressão. Segundo o ministro, ninguém pode justificar a condição de comunicador para atacar a honra de pessoas, mesmo quando figuras da política brasileira.

“Liberdade esbarra na dignidade da pessoa humana”

“É certo que a comunicação pela imprensa, que reúne em si a informação e a expressão, goza de liberdade para melhor desenvolver sua atividade essencial, socialmente importante, mas é igualmente certo que essa liberdade esbarra na dignidade da pessoa humana, ligada a valores da personalidade: honra, imagem e direito de professar suas convicções, sejam de que natureza forem”, afirmou Salomão.

O processo

A petista acionou o Poder Judiciário contra Joice devido aos comentários da jornalista sobre a atuação dela no processo que culminou no impeachment de Dilma Rousseff da Presidência da República, em 2016. Maria Regina se sentiu ofendida pelos comentários feitos pela hoje deputada — e que na época atuava como jornalista digital, produzindo conteúdos para YouTube e Facebook, plataformas pelas quais divulgou os xingamentos direcionados à integrante do PT.

A decisão do STJ mudou o entendimento do caso. Anteriormente, juiz federal definira como improcedente o pedido de indenização por danos morais. Na segunda instância, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios também tinha apresentado parecer favorável a Joice Hasselmann e contra a petista. A Corte afirmou que a jornalista apenas tecera comentários que se mostraram desfavoráveis a Maria Regina Sousa.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 Comentários

  1. Já pensou nos milhões que Bolsonaro vai receber se resolver judicializar os impropérios que sofre por parte de jornalistas e influenciadores? Ou o entendimento judicial é personalístico e casuístico?

  2. Triste tribunal da Injustiça brasileira.
    Tá certo que a Joice, como o próprio MORO, pisou na bola, destruindo sua reputação. Mas caralho! Apupar um petralha com termos e impropérios universalmente incorporados à “infame” Dilma Roussef virou crime?
    Tchau querido!
    Somos mesmo fascistas, genocidas e antidemocráticos, como querem nos rotular os comunistas. Contudo , mentirosos como são os comunas, em sua maioria não somos. Conservadores pecam porque não mentem, neste mundo virtual e cooptado pelo demônio.

  3. A Justiça é isso, absolutamente subjetiva, pois que, interpreta às circunstâncias para circunscreve-las dentro das leis.
    Portanto, como não poderia ser diferente, são os fatos passíveis de várias interpretações com base nos autos.
    Mal instruído o processo, também podendo ser mal interpretado, e além de tudo por Juiz de má fé, …., a única coisa que não saí daí, por vezes, é justamente a Justiça!
    Não entro no mérito dessa questão em si!

  4. Essa senadora é a tal “Tia do cafezinho” eu acho que esses adjetivos estão totalmente de acordo com essa “senhora” (para não dizer outras coisas e levar outro processo). E os inúmeros adjetivos dirigidos à Xoice? Vou dizer alguns mais conhecidos: PeppaPig, Porca de Tróia, A Loira do Andaime, etc… Então, como fica isso daí? Política é política é uma pauleira para todo lado, então, quem não tiver estrutura para aguentar, que não se apresente. Esse senadora mesmo, subiu à tribuna apenas para chorar as pitangas, num espetáculo prá lá de surreal. Ah, vá!….

  5. Se fosse ao contrário o entendimento seria o mesmo? Chamar conservadores de milicianos, Fascistas entre outros , não cabe uma pena até maior? Sabe por quê? Porque os conservadores relevam e deixam para lá , enquanto a turma da esquerda vai e provoca a justiça.

  6. E a anta nao vai ser indenizada por ser chamada de Maria Regina Souza?

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O partido contra o Brasil

Ninguém ainda descobriu no planeta um jeito tão eficaz de concentrar renda quanto a fórmula usada para administrar as contas públicas no país

A paciência acabou

Os brasileiros começam a reagir à cassação dos direitos individuais

Os novos senhores do mundo

Os gigantes da tecnologia censuram Trump, fazem o que bem entendem e exercem um poder global desmedido. Isso é justo?

Eficácia

“Você demorou muito a comprar. Eficácia depende de rapidez” / “Poxa… Se eu soubesse teria comprado mais rápido. Ando muito dispersivo”

O culto à ignorância

Valorizar a educação formal e a cultura clássica virou preconceito elitista, um mau sinal para o futuro

Como surgiu o novo coronavírus?

A resposta mais provável, até o momento: o vírus teve origem em pesquisas com manipulação genética no Instituto de Virologia de Wuhan

Globalistas assanhados com Biden

Eles não costumam viver de fatos, apenas de narrativas. Adotam a visão estética de mundo, e por isso a ONU é seu maior símbolo

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Macron e a soja

Macron e a soja

Sua última ideia a respeito do assunto é acabar com a “dependência” que a França teria da soja brasileira – in...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês