Joice perde dois terços de seu eleitorado em São Paulo - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 16 nov 2020, 20:40

Joice perde dois terços de seu eleitorado em São Paulo

16 nov 2020, 20:40

Parlamentar gastou 250 vezes mais por voto para não conseguir ser prefeita

joice hasselmann

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) | Foto: Lula Marques/Fotos Públicas

O eleitorado da deputada Joice Hasselmann (PSL) na cidade de São Paulo caiu de 289 mil votos para 98 mil entre 2018 e 2020. Na eleição anterior, quando estreou, Joice conseguiu a segunda maior votação para a Câmara dos Deputados nas urnas paulistanas. Em 2020, no entanto, ela recebeu menos votos do que o vereador mais votado: Eduardo Suplicy (PT), que atingiu 167 mil votos.

A única coisa que cresceu entre os dois pleitos foi o custo da parlamentar por eleitor: quase 250 vezes. Para passar de 1 milhão de eleitores em todo o Estado em 2018, ela gastou cerca de R$ 238 mil: algo na faixa de R$ 0,22 por voto. Em 2020, no entanto, sua campanha gastou R$ 5,4 milhões para não chegar nem a 100 mil votos: mais de R$ 54 para cada vez que um eleitor apertou o 17, número que representa o partido da candidata, o PSL.

O comitê pouco eficiente de Joice convenceu menos de 2% do eleitorado paulistano e colocou a parlamentar na 7ª posição da disputa pela prefeitura.

Leia também: “O império dos sem-voto”, artigo de J. R. Guzzo publicado na edição n° 33 da Revista Oeste

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

14 Comentários

  1. Essa mulher é muito chata. Intragável.

    Responder
  2. Ninguém no mundo gosta de traidores. Temos o exemplo de judas e tantos outros. Porque que no Brasil seria diferente? Parabéns aos eleitores que possuem memória.

    Responder
    • Boa memória pra votar no boulos?

      Responder
      • Acho bom ela ir pedir desculpas ao Bolsonaro, se não
        ela não se elege nem síndica de onde mora.

        Responder
  3. #Fim do voto obrigatório!
    #Voto impresso já!
    #lulu boca de veludo no paredão!
    #cabeça de ovo no paredão!
    #fachin no paredão!
    #não ao loquidaum!

    Responder
  4. JOICE, VOCÊ
    DANÇOU por tentar crescer se APOIANDO em BOLSONARO e se torna TRAIDORA achando que o que levou ela lá foi o TALENTO dela, Até que foi sim, pela sua ousadia em defender o MITO, mas no momento que voce mostrou suas garras, voce perdeu total confiança de todos BRASILEIROS do BEM ((direita) e o pior que voce já não tinha apoio dos Brasileiros do MAU (Esquerda) voce se posicionou em cima do MURO não é quente nem fria e porque se tornou em MORNO passa a ser VOMITO da SOCIEDADE.
    SE ARREPENDA de verdade, quem sabe ainda haja esperança para voce.

    Responder
  5. A Peppa Pig se deu mal. Bem feito traidora.

    Responder
  6. O mergulho de Joyce Hasselmann para as profundezas, até 2022 já virou pó.

    Responder
  7. Até o Reinaldo Azevedo estava certo sobre a Peppa. Triste fim.

    Responder
    • Joice é uma pessoa que não sabe se posicionar, foi pra lá e pra cá e não saiu do lugar.Em política a pessoa tem que ter personalidade, defender seus ideais e saber atingi-los sem pisar nos adversários, outro que está no mesmo caminho da Joice é o Major Olimpio que nem queria se candidatar, foi convencido pelo Bolsonaro , agora não perde uma oportunidade para atacar o Presidente, comecei a ouvi-lo na Jovem Pan, a pergunta era sobre as eleições e no meio da resposta começou a atacar Bolsonaro e seus filhos, troquei de estação na hora.A Ingratidão é uma péssima conselheira. Major Olimpio é uma das maiores decepções na política brasileira.

      Responder
    • O Rei, desde que divulgaram a sua fonte, perdeu o seu Reinaldo. Não fala nada com nada.

      Responder
  8. Joice, há um sábio dito popular, segundo o qual, quando e esperteza é muita ela engole o esperto !!!

    Responder
  9. Agora só lhe resta candidatar-se a fazer “TROTTOIR” nas calçadas paulistanas da CRACOLÂNDIA. Sucesso na nova função e é bom já ir providenciando uma tabela de preços para seu novo negócio. Os andaimes dos edifícios também são um bom local, mas aí terá que emagrecer muito, pois é muito difícil, arriscado e cansativo trepar nesses andaimes.

    Responder
  10. Eu infelizmente votei nesse estrupício para deputada, se arrependimento matasse…

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês