Juiz suspende bloqueio de 'downloads' do TikTok - Revista Oeste

Edição da semana

Em 28 set 2020, 08:00

Juiz suspende bloqueio de ‘downloads’ do TikTok

28 set 2020, 08:00

Decisão contraria o presidente Donald Trump, que acusa o aplicativo chinês de estar a serviço do Partido Comunista

juiz suspende

Medida é temporária | Foto: Divulgação/Pixabay

O juiz distrital Carl Nichols barrou, temporariamente, a tentativa do presidente Donald Trump de proibir downloads do aplicativo de vídeos TikTok. A medida entraria em vigor às 23h59 do domingo 27. O magistrado concedeu uma liminar solicitada pela proprietária do TikTok, a empresa chinesa ByteDance, para permitir que o aplicativo permanecesse disponível nas lojas de aplicativos dos EUA. Por outro lado, ele se recusou, “neste momento”, a bloquear restrições adicionais do Departamento de Comércio dos EUA, que entrarão em vigor em 12 de novembro. Conforme a agência de notícias Reuters, essas restrições são mais abrangentes e incluem “qualquer provisão de hospedagem de internet que habilite o funcionamento ou otimização do aplicativo nos EUA”. Com isso, o TikTok deixaria de funcionar nos Estados Unidos em novembro. Essa limitação passará a valer caso um acordo, entre a ByteDance e as empresas americanas Oracle e Walmart, não seja aprovado por Trump e pelo governo chinês.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês