-Publicidade-

Conselheiro sinaliza que há maioria para abrir processos contra Dallagnol

Conselho Nacional do Ministério Público julga nesta terça se aceita a ação que pede o afastamento do procurador da força-tarefa
Deltan Dallagnol comanda a força-tarefa da Lava Jato | André Dusek/Estadão Conteúdo
Deltan Dallagnol comanda a força-tarefa da Lava Jato | André Dusek/Estadão Conteúdo | Dallagnol

Conselho Nacional do Ministério Público julga nesta terça se aceita a ação que pede o afastamento do procurador da força-tarefa

Dallagnol
Deltan Dallagnol comanda a força-tarefa da Lava Jato | André Dusek/Estadão Conteúdo

O secretário-geral da Mesa Diretora e conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho, sinalizou para senadores do Muda Senado que já há votos para que sejam abertos os procedimentos contra o procurador da República e coordenador da Operação Lava-Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. O encontro ocorreu nesta segunda-feira, 17.

“Amanhã vai começar a cama de gato do Deltan, como dizemos aqui no Nordeste. O objetivo está claro: desmontar a Lava Jato, descredibilizando a operação”, afirmou o senador Eduardo Girão (Podemos), que participou da reunião com Bandeira. O julgamento do CNMP contra Deltan está marcado para esta terça-feira, 18.

No encontro virtual, os senadores sugeriram a Bandeira que ele se declarasse impedido na análise dos pedidos de punição a Dallagnol. Contudo, Bandeira não concordou com a sugestão.

Entenda

Neste julgamento, os 11 conselheiros que fazem parte do colegiado decidirão se o CNMP abre ou não um processo para avaliar se Dallagnol deve ser removido do MPF na capital paranaense. O presidente do conselho é o procurador-geral da República, Augusto Aras, que nos últimos meses entrou em conflito com a força-tarefa.

O texto, elaborado pela senadora Kátia Abreu (PP-TO), defende o afastamento de Dallagnol da força-tarefa “a bem do interesse público”. Além disso, pede a transferência dele para outra unidade do Ministério Público Federal.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês