-Publicidade-

Lava Jato: Sérgio Cabral é condenado mais uma vez

Ex-governador do Rio de Janeiro passa a ter 16 condenações
Sérgio Cabral: de governador a presidiário | Foto: Arquivo/Agência Brasil
Sérgio Cabral: de governador a presidiário | Foto: Arquivo/Agência Brasil | Sérgio Cabral - Lava Jato - condenação

Ex-governador do Rio de Janeiro passa a ter 16 condenações

Sérgio Cabral - Lava Jato - condenação
Sérgio Cabral: de governador a presidiário | Foto: Arquivo/Agência Brasil

Sérgio Cabral perdeu mais uma batalha na Justiça. Nesta semana, o ex-governador do Rio de Janeiro sofreu sua 16ª condenação. Mais uma vez julgado pelo juiz federal Marcelo Bretas no âmbito da Operação Lava Jato, o político foi condenado a mais de 19 anos de reclusão. Foi considerado culpado pelo crime de corrupção passiva.

Leia mais: “Witzel é o ‘pior governador’ da história do Rio de Janeiro”

Desta vez, Cabral esteve envolvido em processo relacionado a irregularidades no sistema de transporte do Estado fluminense. Segundo o Ministério Público Federal, o esquema teria resultado em mais de R$ 144 milhões para o ex-governador. Além dele, sindicalistas e empresários do setor foram condenados por Bretas. Dono de empresas de ônibus, Jacob Barata Filho recebeu pena de 28 anos e 8 meses de prisão.

A decisão de agora do Poder Judiciário não muda a situação de Cabral. Isso porque ele já está preso. Atualmente, cumpre pena no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste do Rio de Janeiro. Com a 16ª condenação, o político que fez carreira pelo PMDB (hoje MDB) soma mais de 321 anos de reclusão.

Ex-governador

Hoje condenado a mais de 300 anos de prisão, Sérgio Cabral já foi protagonista da política brasileira. Depois de atuar como deputado estadual e senador, ele foi governador do Rio de Janeiro por dois mandatos. Esteve à frente do Estado de 2007 a 2014.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês