-Publicidade-

Justiça suspende cobrança de IPVA para pessoas com deficiência em SP

Na decisão, o relator destaca que a regra criada pelo governador João Doria “cria discriminação indevida entre os motoristas com deficiência"
O governo do Estado de São Paulo, liderado por João Doria, sofreu um revés na Justiça
O governo do Estado de São Paulo, liderado por João Doria, sofreu um revés na Justiça | Foto: José Cruz/Agência Brasil

A cobrança de IPVA para pessoas com deficiência foi suspensa pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP). Ontem, sexta-feira 22, o relator da ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público de São Paulo contra a Fazenda do Estado de São Paulo, Nogueira Diefenthaler, reconheceu a ilegalidade e a inconstitucionalidade da cobrança. Por isso, concedeu liminar.

Na decisão, o relator destaca que a nova regra, criada pelo próprio governador João Doria, “cria discriminação indevida entre os motoristas com deficiência, em prejuízo daqueles que têm deficiência grave ou severa, mas que não necessitam de veículo adaptado”.

Quem já pagou o IPVA pode pedir o dinheiro de volta.

Leia também: “Deputados estaduais de SP aprovam suspensão do IPVA”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês