-Publicidade-

Renovação da Lava Jato é solicitada à PGR

Podemos quer manutenção dos trabalhos dos procuradores em Curitiba
Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL
Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL | força-tarefa da lava jato - polícia federal - pgr - partido podemo - subprocuradora

Podemos quer manutenção dos trabalhos dos procuradores em Curitiba

força-tarefa da lava jato - polícia federal - pgr - partido podemos
Futuro da força-tarefa da Lava Jato está nas mãos da PGR, mas partido já se mostra favorável à continuação da operação | Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL

O Podemos se mostra favorável à continuidade dos trabalhos da força-tarefa da Operação Lava Jato. No último fim de semana, o partido acionou a Procuradoria-Geral da República (PGR) para registrar o desejo de ver a ação prosseguir com a equipe de procuradores em Curitiba.

Leia mais: “Fachin nega novamente acesso da PGR a dados da Lava Jato”

A solicitação feita pelo partido foi encaminhada, dessa forma, ao órgão que terá a responsabilidade de tomar decisão a respeito. Isso porque caberá ao procurador-geral da República, Augusto Aras, renovar o período de trabalhos da força-tarefa da Lava Jato.

De acordo com a equipe da sigla, tal renovação — ou descontinuação — está prestes a ser determinada por Aras. Afinal, a última vez que ele renovou a força-tarefe foi em setembro de 2019. Ou seja: a permanência ou não dos trabalhos será decidida no próximo mês.

O pedido do Podemos entregue à PGR em defesa da Lava Jato foi assinado pelos líderes da legenda na Câmara dos Deputados e no Senado, Léo Moraes (RO) e Alvaro Dias (PR), respectivamente.

“É fundamental que a Lava Jato continue avançando. Precisamos passar o Brasil a limpo. Muitos corruptos ainda precisam prestar contas ao país”, diz trecho do documento do partido.

podemos - pgr - força-tarefa da lava jato
Alvaro Dias [centro] é o líder do Podemos no Senado | Foto: DIVULGAÇÃO/SAULO ROLIM
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês