-Publicidade-

Polícia Federal abre inquérito contra Eduardo Pazuello

Investigação foi determinada pelo Supremo Tribunal Federal
O ministro Eduardo Pazuello
O ministro Eduardo Pazuello | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O trabalho feito por Eduardo Pazuello à frente do Ministério da Saúde diante do caos da saúde pública em Manaus passa a ser assunto da Polícia Federal (PF). Após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), o órgão abriu inquérito contra o ministro. O ato foi divulgado na tarde desta sexta-feira, 29.

Leia mais: “CoronaVac: Rede aciona o STF para confirmar compra”

A investigação sobre Pazuello foi determinada pelo ministro Ricardo Lewandowski. De acordo com o integrante do STF, que é relator de outros processos envolvendo a pandemia de covid-19 no Brasil, é preciso definir se houve falha por parte do titular da Saúde na capital do Amazonas — onde pacientes morreram por falta de oxigênio.

Por ser ministro de Estado, Pazuello conta com o chamado foro privilegiado. Nessa condição, Lewandowski decidiu que a investigação deve ocorrer por meio do Serviço de Inquéritos Especiais. Além disso, Pazuello poderá definir questões como dia e horário em que terá de prestar depoimento aos agentes da PF, informa o portal G1.

Caminho até o inquérito

A abertura do inquérito da PF contra Eduardo Pazuello é mais uma etapa de ação que surgiu de um partido de esquerda. Antes de ter a investigação determinada por magistrado do STF, a Procuradoria-Geral da República enviou documento à Corte no qual analisou representação registrada pelo Cidadania contra o ministro da Saúde.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. O STF se transformou num balcão de negócios, partidos sem votos e políticos corruptos recorrem e judicializam tudo, pois sabem a ideologia e os objetivos dos ministros da “suprema” corte.

  2. STF, onde decisões monocráticas e enviesadas é praxe, cada vez mais interferem nos poderes. Fecham os olhos e aceitam imposições dos partidos de esquerda, que querem desarticular o Executivo… de olhos arregalados, nos o povo, perguntamos: Por onde anda nossa Constituição?? …

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês