-Publicidade-

PB: atual e ex-governador são investigados por desvios na Saúde

Mandados de busca e apreensão foram expedidos contra ambos, que também teriam embolsado recursos da Educação.
O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho é apontado como o cabeça da organização criminosa que desviava recursos da Saúde e da Educação do Estado | Foto: Humberto Pradera/PSB Nacional 40/Flickr
O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho é apontado como o cabeça da organização criminosa que desviava recursos da Saúde e da Educação do Estado | Foto: Humberto Pradera/PSB Nacional 40/Flickr | desvios, paraíba, corrupção, joão azevêdo, ricardo coutinho, saúde, educação, stj, mpf, pf, operação calvário

Mandados de busca e apreensão foram expedidos contra ambos, que também teriam embolsado recursos da Educação

desvios, paraíba, corrupção, joão azevêdo, ricardo coutinho, saúde, educação, stj, mpf, pf, operação calvário
O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho é apontado como o cabeça da organização criminosa que desviava recursos da Saúde e da Educação do Estado
Foto: Humberto Pradera/PSB Nacional 40/Flickr

Mandados de busca e apreensão expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) são cumpridos nesta segunda-feira, 27, em operação conjunta do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal (PF) na Paraíba, em Sergipe e em Brasília.

Entre os investigados da Operação Calvário estão o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) e o atual gestor no cargo, João Azevêdo (Cidadania).

A operação apura desvios de recursos públicos da Saúde e da Educação do Estado, iniciados em 2011. Além dos dois governadores, três conselheiros do Tribunal de Contas estadual (TCE-PB) estão na mira da Justiça.

Todos os envolvidos tiveram os bens bloqueados, num valor que chega a R$ 23 milhões.

De acordo com o MPF, há nove anos, organizações sociais (OSs) teriam sido contratadas pelo então governador Coutinho para gerir hospitais e direcionavam verbas das unidades para determinados fornecedores, que, então, as repassava aos agentes públicos.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. A situação é muito difícil em João Pessoa e na Paraíba, como um todo…
    O Governador João Azevedo, também implicado na Calvário (que prendeu Ricardo Coutinho), agora apoia Cícero Lucena à Prefeitura da Capital. Cícero também já foi preso quando Secretário de Políticas Regionais na época de FHC, por desviar recursos na ordem de R$ 13 milhões.
    Hoje, esses ladrões lideram a corrida eleitoral!

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês