Lobo-guará vai estampar nova cédula de R$ 200 - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 29 jul 2020, 16:29

Lobo-guará vai estampar nova cédula de R$ 200

29 jul 2020, 16:29

Banco Central anunciou nesta quarta-feira, 29, que irá lançar nova cédula de R$ 200

Cédula R$ 200

Lobo-guará vai estampar cédula de R$ 200 | Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

O Banco Central informou nesta quarta-feira, 29, que o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o lançamento da cédula de R$ 200. Além disso, a instituição antecipou que o lobo-guará será o animal que irá estampar a cédula.

Leia mais: “Guedes diz que reforma tributária ampla pode reduzir impostos”

De acordo com a instituição, a nova cédula deverá entrar em circulação no final de agosto. A previsão é que sejam impressas 450 milhões de cédulas de R$ 200 em 2020. Estas impressões terão um custo de cerca de R$ 100 milhões.

Atualmente, há seis tipos de cédulas em circulação: R$ 2, R$ 5, R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100.

A diretora de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, afirmou que a instituição está atenta à demanda da população por mais meio circulante. “Se ela [a demanda] existe, a gente precisa atender. A gente não sabe por quanto tempo essa demanda adicional por dinheiro vai durar”, declarou.

Ainda de acordo com a diretora, a impressão de novas cédulas não tem relação com inflação. “Temos um sistema de metas. No momento, a inflação é baixa, estável, e controlada”, disse.

Além disso, Barros afirmou que a cédula passa por testes finais de segurança. “A imagem da nova cédula está sendo finalizada e por motivos de segurança só será divulgada quando for ocorrer o lançamento. Ou seja, em meados de agosto”.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 Comentários

  1. Esta nova cédula irá facilitar muito a vida dos Gedels, e carregadores de dinheiro nas cuecas do congresso nacional, pois reduzirá pela metade o volume de notas para levar a mesma quantia “roubada” do contribuinte hoje. As malas de dinheiro poderão ser menores daqui para frente.

    Responder
  2. Seguindo o padrão que copiamos das notas de Euro, essa aí terá o tamanho de uma folha de papel A4!

    Responder
    • A troco de quê essa impressão? Deve realmente ser para facilitar o volume das malas da corrupção.

      Responder
  3. O governo deveria estimular e popularizar o uso de cartões: credito, débito e pagamento. Sai mais barato e não facilita para os ladrões. Não entendi a medida. Vai na contramão do mundo.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês