'Lockdown' põe a Argentina entre os países com mais mortes por coronavírus - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 16 nov 2020, 11:15

‘Lockdown’ põe a Argentina entre os países com mais mortes por coronavírus

16 nov 2020, 11:15

Argentinos estão na 6ª posição em mortes por milhão de habitantes e na 10ª no número total de vítimas

presidente da argentina

O presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: Reprodução/Twitter

No último domingo, 15, o painel que mostra a evolução da pandemia por coronavírus realizado pela Universidade norte-americana Johns Hopkins registra que a Argentina está na décima posição em mortes por covid-19 no mundo. À frente da nação vizinha, em ordem crescente, estão Espanha, Irã, França, Itália, Reino Unido, México, Índia, Brasil e Estados Unidos.

Leia também: Com ‘lockdown’, Argentina vê quase dobrar mortes com coronavírus em outubro

A Argentina tem a menor população dessa lista. Com cerca de 45 milhões de habitantes, o país aparece em sexto lugar em vítimas no cálculo por milhão de habitantes, segundo o site wordometers. Entre os argentinos, mais de 35 mil mortes e 1,3 milhão de contaminações foram confirmadas desde o início da pandemia do coronavírus.

Confira a evolução da covid-19 no Brasil e no mundo 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 Comentários

  1. Nenhuma pena dos argentinos. Nem dos belorizontinos que votaram no Kalil.

    Responder
  2. Pobre Argenzuela…

    Responder
  3. Em 1967, perguntaram a um mercenário polonês Rafal Ganowicz qual era a sensação de se matar um ser humano. Ele respondeu : Não sei, só matei comunistas! Vão pro inferno desgrahças! E todos que votaram nesses pulhas!

    Uma frase para os babacas neutros indolentes e frouxos :

    Os lugares mais quentes do inferno são reservados para aqueles que em tempo de crise moral, se mantiveram em posições de neutralidade! Dante Alighieri, A divina comédia.

    Responder
  4. Pobre Argentina!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O partido contra o Brasil

Ninguém ainda descobriu no planeta um jeito tão eficaz de concentrar renda quanto a fórmula usada para administrar as contas públicas no país

A paciência acabou

Os brasileiros começam a reagir à cassação dos direitos individuais

O ataque

A baderna no Capitólio é mais um sintoma da crise da democracia do que a causa de novos problemas

Eficácia

“Você demorou muito a comprar. Eficácia depende de rapidez” / “Poxa… Se eu soubesse teria comprado mais rápido. Ando muito dispersivo”

O culto à ignorância

Valorizar a educação formal e a cultura clássica virou preconceito elitista, um mau sinal para o futuro

Como surgiu o novo coronavírus?

A resposta mais provável, até o momento: o vírus teve origem em pesquisas com manipulação genética no Instituto de Virologia de Wuhan

Globalistas assanhados com Biden

Eles não costumam viver de fatos, apenas de narrativas. Adotam a visão estética de mundo, e por isso a ONU é seu maior símbolo

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês