Maia classifica visita de secretário de Trump a Roraima de 'afronta'

Edição da semana

Em 19 set 2020, 11:25

Maia classifica visita de secretário de Trump a Roraima de ‘afronta’

19 set 2020, 11:25

Em Roraima, Mike Pompeo disse “vamos tirá-lo de lá”, fazendo referência ao ditador da Venezuela, Nicolás Maduro

Rodrigo Maia

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia | Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, classificou como “afronta” a visita do secretário de Estado de Trump, Mike Pompeo ao Brasil.

Pompeo visitou nesta sexta-feira, 18, Boa Vista, em Roraima, onde se encontrou com refugiados venezuelanos e com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

LEIA MAIS: Vamos tirar Maduro de lá, diz secretário de Estado de Trump no Brasil

“Não condiz com a boa prática diplomática internacional e afronta as tradições de autonomia e altivez de nossas políticas externa e de defesa”, disse Maia sobre a presença do secretário junto à fronteira com a Venezuela, no momento em que faltam 46 dias para as eleições nos EUA.

Em nota, o deputado citou o patrono da diplomacia brasileira, Barão do Rio Branco, afirmando que ele deixou um legado de “estabilidade em nossas fronteiras e de convívio pacífico e respeitoso com nossos vizinhos na América do Sul”.

Crise na Venezuela

Mike Pompeo

Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, em Boa vista, Roraima (18/09/2020) | Foto: Reprodução/Itamaraty

O principal objetivo da visita de Mike Pompeo foi discutir a situação da Venezuela. O país enfrenta uma grave crise social e econômica sob a ditadura de Maduro.

Brasil e Estados Unidos estão entre as mais de 50 nações que reconhecem Juan Guaidó como presidente legítimo da Venezuela.

Dezenas de milhares de venezuelanos cruzaram a fronteira do Estado brasileiro de Roraima nos últimos anos, fugindo da instabilidade e da fome.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

18 Comentários

  1. ”Maia classifica vista de secretário de Trump a Roraima de ‘afronta’”. De novo Oeste com seus erros imperdoáveis e inadmissíveis em suas manchetes. Na edição anterior houve uma concordância esdrúxula. Até quando vai isso? Não revisor para não deixar que isso ocorra?

    Responder
    • Olá amigo Barros, até compartilho sua opinião quanto ao fato de uma matéria precisar de revisão para não deixar passar “vista” em lugar de “visita”, apenas não concordo com “erros imperdoáveis e inadmissíveis”, acho que é um pouco exagerada sua colocação…e olhe que sou um ferrenho defensor da nossa amada “Flor do lácio, inculta e bela”, suponho que saiba a que me refiro…
      Ademais o seu texto também não é um primor, certo? Afinal parece que falta alguma coisa entre “Não” e “revisor”…talvez o verbo haver…?
      Não ficaria melhor: ‘NÃO HÁ REVISOR” ?
      Todos cometemos erros, e a qualidade das matérias desta revista compensa, e muito, os erros de ortografia ou de semântica, que eventualmente cometam!
      Abraços!

      Responder
      • Só posso falar….”tomô papudo”. Kkkkk👏🏻👏🏻👏🏻

        Responder
  2. Afronta é o Sr na Presidência da Câmara dos Deputados. cheio de corrupção até o pescosso.

    Responder
    • Oi Francisco ninguém é sempre certo nem sempre errado, no caso acho que o deputado Maia é na maioria das vezes errado mas no episódio em questão ele está absolutamente certo foi realmente uma afronta a diplomacia brasileira esse indivíduo deveria ser imediatamente expulso e considerado “persona non grata” embora não vai aqui nenhum apoio ao ditador maduro.

      Responder
      • Os Estados Unidos já doaram US$ 50 milhões para a Operação Acolhida (que busca cuidar dos venezuelanos que cruzam a fronteira para chegar ao Brasil) e , no dia de ontem, o secretário Mike Pompeo anunciou a doação de mais US$ 30 milhões para essa Operação. Isso e’ uma afronta
        …?

        Responder
  3. Tava sumido, Botafogo? Tem tanta coisa mais afrontosa que isso vindo de vocês , meu caro.

    Responder
  4. Pra mim a grande afronta é ter um crápula desse, com o codinome Botafogo na presidência da câmara.

    Responder
  5. Afronta, Nhonho/Botafogo, é ter um canalha da dua laia na “presidência” da “câmara de deputados”, esse verdadeiro ninho de ratos.

    Responder
  6. Caro Alberto, faço minhas as suas palavras!
    Uma afronta é ter um “nhonho botafogo” na “presidência da câmara dos deputados”…
    Falou tudo!

    Responder
  7. “Afronta?” Que é isso, Sr. “Primeiro-Ministro”!

    Responder
  8. Sabe a diferença dos comentários das pessoas na revista oeste ? É q nos outros sites as pessoas debatem da seguinte forma: seu isso….seu aquilo…pode ver é esquerdista…bozo, molusco, e assim por diante. As pessoas aqui debatem em vez d se agredir, conversam em vez d acusar, sabe quem ganha com isso? Somos nós. Uma pessoa não tem condições d saber 100% das informações do mundo, mas uma outra pode ajudar. Parabéns aos q comentam aqui na revista oeste.

    Responder
    • Tratando do maia, não foi ele q foi p Espanha falar com os partidos d esquerda, p saber sobre parlamentarismo. Estranho q na mesma toada o FHC fala em arrependimento d reeleição. Volto a falar: o Bolsonaro tem q vender a mãe (coitada da velhinha) p pegar a presidência do senado (primeiro) e depois da Câmara. Só assim o Brasil vai andar. O caso específico da declaração dele tem haver com o 5G no Brasil, ele quer o da China.

      Responder
  9. Afronta é ter esse gordo geleia na presidência da Câmara atrapalhando e palpitando em tudo como se Rei fosse! Pilantra dos infernos!

    Responder
  10. Não vi afronta nenhuma. Os EUA ajudam com US$ no acolhimento dos refugiados. Lembro dos haitianos que o governo do Acre jogava em um busão e mandava para São Paulo. E afronta é DEVER e não pagar, como o Cano que o Chaves deu em Lula na Refinaria Abreu e Lima.

    Responder
  11. Mais um apoiador do ditador Maduro saindo do armário!

    Responder
  12. Afronta é um país como o Brasil ter um bobalhao com 70 mil votos sen do presidente da camara dos deputados e ter o poder que tem … às custas de negociatas e falta de escrupulo…

    Responder
  13. É lamentável pra nós, brasileiros, termos um presidente da Câmara envolvido até o pescoço com falcatruas e conluios, que assim como seu pai, sempre buscaram enriquecimento ilícito e poder pessoal. Digo o mesmo quanto ao Senado Federal. Até quando vamos ter que suportar essa laia de mentirosos usufruindo dás benesses do poder as custas do NOSSO dinheiro. E o pior é que ainda querem posar de bons moços defensores da democracia. Isso é uma vergonha, BASTA!!! #foramaia e #foraalcolumbre

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

O pai, o filho e o deboche

O pai, o filho e o deboche

A ideia geral de que não se deve praticar certas coisas em público, porque “pega mal”, parece caminhar rapidamente...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês