Maia quer ampliar tempo de TV nas eleições - Revista Oeste

Em 16 jun 2020, 21:00

Maia quer ampliar tempo de TV nas eleições

16 jun 2020, 21:00

Presidente da Câmara fala em começar a discutir a votação do adiamento das eleições em até duas semanas. Aumento do tempo de TV é, para ele, uma forma de assegurar a isonomia das campanhas

Presidente - Câmara - união - poderes

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia | Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defende a definição do adiamento das eleições municipais em até duas semanas. Ele avalia, ainda, a extensão do tempo de TV durante a campanha eleitoral. Seria, diz ele, uma medida para assegurar a isonomia durante a própria disputa.

A definição de postergar as eleições depende, contudo, do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). “Ele vai conseguir coordenar e o ideal é que se comece [a discutir] em até duas semanas”, sustentou nesta terça-feira, 16. Como a votação será remota, ele entende que o ideal é pôr o tema em pauta quanto antes.

Pela manhã, o presidente nacional do MDB e líder do partido na Câmara, Baleia Rossi (SP), disse esperar que o assunto entre em pauta até 30 de junho. “Acho que temos que tomar algumas providências, agora, em comum acordo, claro, mas, pelo que os líderes falaram, ter o dia 30 de junho como a última data para que o Congresso possa deliberar”, analisou.

Outro ponto defendido por Maia é a ampliação do tempo de propaganda eleitoral gratuita na TV. “Acho uma boa ideia. Vamos ter mais dificuldades, mesmo em um momento de queda da curva. Talvez ampliar não o prazo de televisão, mas o tempo de televisão durante o dia, ou aumentar mais cinco dias de televisão”, ponderou.

Isonomia

A ideia, deixou claro, depende, contudo, do apoio do Congresso e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Pode ser uma boa proposta, porque me parece que vai precisar de certo consenso que precisa ser implementado”, destacou. Ele frisou que a medida implicaria maior renúncia fiscal em benefício das emissoras.

A renúncia, entretanto, é vista pelo demista como positiva. “Não seria nenhum valor absurdo em relação à importância de o eleitor poder conhecer seus candidatos”, disse. Seria até uma questão de isonomia. “Quem tem muito tempo de televisão, quanto menor a eleição, melhor. Quem tem pouco tempo de televisão, se você prolongar ou aumentar o tempo, proporcionalmente, vai ter mais chance de chegar ao eleitor dele”, justificou.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 Comentários

  1. Olha o Maia querendo dar uma graninha para a Globo. No ano passado foi mais um prejuízo operacional de 700 milhões.

    Responder
  2. Maia virou o mecenas da mídia podre… e com o dinheiro do povo. Desgraçado!

    Responder
  3. Pandemaia consegue ser pior que a pandemia do coronavírus. Incrível!

    Responder
  4. O dinheiro para o pagamento sairia do fundo partidário ou mais dinheiro dos combalidos cofres públicos. Esse camarada é desprezível.

    Responder
    • Eu acho essa idéia, de ampliar tempo de televisão, mais um dos absurdos desse Rodrigo “Botafogo” Maia. Ele está fazendo o jogo dessa mídia suja, ao arrumar uma grana para esses militantes esquerdistas.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias