Maia quer votar prisão em 2ª instância e reforma tributária em agosto

Edição da semana

Em Em 23 jun 2020, 16:05

Maia quer votar prisão em 2ª instância e reforma tributária em agosto

23 jun 2020, 16:05

Presidente da Câmara destaca que os dois textos são demandas da sociedade

Maia

Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a proposta que estabelece a prisão após condenação em 2ª instância e a reforma tributária podem ser votadas em agosto.

Segundo ele, os dois textos são demandas da sociedade e precisam ser votados logo.

As declarações foram dadas em uma conferência virtual promovida pela Câmara de Comércio França-Brasil nesta terça-feira, 23.

LEIA MAIS: Presidência da Câmara em jogo: deputado admite movimentação para substituir Maia

2ª instância

Rodrigo Maia disse que o texto não será voltado apenas para casos penais, mas valerá também para questões tributárias e trabalhistas, por exemplo.

Na avaliação do presidente da Câmara, a medida vai desafogar os processos nas cortes superiores.

“Políticos e empresários continuam roubando dinheiro público. Não são só políticos, também temos empresários corruptos. E vamos aprovar a PEC para todos os setores, não só penal, mas conflitos trabalhistas, tributários seriam resolvidos na segunda instância”, disse Maia.

A PEC transforma os recursos a tribunais superiores em ações revisionais, permitindo a execução da pena a partir de decisão em segunda instância.

LEIA MAIS: Pazuello prega união no combate ao coronavírus

Reforma tributária

Rodrigo Maia afirmou que as mudanças no sistema tributário vão melhorar o ambiente de negócios no país.

“Não é possível que em julho ou agosto a gente não consiga terminar um texto na comissão e no plenário da Câmara. É urgente que esse texto possa avançar”, cobrou o presidente da Câmara.

Maia também defendeu que, com a reforma, estados e municípios, que têm enfrentado uma grave crise fiscal, agravada com a pandemia, terão acesso a recursos, como, por exemplo, os recursos do regime de partilha, que poderiam compor um fundo de desenvolvimento regional.

Com informações da Agência Câmara.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 Comentários

  1. é impressionante este Rodrigo Maia, agora que o mandato esta chegando ao fim quer aprovar uma reforma tributária correndo sem falar da oportunidade que perdeu no ano passado de ter resolvido o problema da prisão em segunda instancia

    Responder
    • Rodrigo Maia pensa que vai conseguir os mesmos 70 mil votos…. agora em final de presidência do que vai pautar prisão em segunda instância. E nenhuma palavra sobre a ingerência do STF sobre parlamentares. Coloca também em.pauta o fim do foro privilegiado.o STF já mostrou que é possivel

      Responder
  2. Lembrem-se: com o fim do Estado, estaremos livres destas pragas políticas.
    Sois deuses. Não se submeta a semianalfabetos funcionais corruptos como este Maia.

    Responder
    • Só quero ver se isso não é cascata do Nhonho!

      Responder
  3. Deve ser difícil o Maia falar de políticos corruptos…. fala e depois vai ao banheiro tramar

    Responder
  4. Maia não é confiável. Prefiro ver pra crer.

    Responder
  5. Esta alma quer reza, mas vai para o inferno da política e o calabouço de uma prisão.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Um caso de amor com a tirania

Na França, é cada vez mais evidente o namoro com o autoritarismo sob o disfarce da racionalidade, da competência administrativa, do bem comum, da justiça social

A obsessão da imprensa por Donald Trump

Com o único propósito de ser anti-Trump, a mídia não saberá o que fazer se não puder culpar o bufão laranja por todo o mal que eventualmente venha a acontecer

O Guevara da Daslu

Faça como Doria. Pare diante do espelho, fale meia dúzia de clichês do humanismo de butique e note que você também tem um corpinho de centro-esquerda

A China e a fábula dos pardais

Enquanto o discurso ambientalista foca a Amazônia e as mudanças climáticas, a China segue com suas práticas predatórias e não assume responsabilidades

O gênio e o mito

Maradona não deveria ser uma referência moral para ninguém. Mas é um equívoco não homenageá-lo por seu futebol-arte

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

É o “mecanismo”

É o “mecanismo”

A 3ª maior doadora da campanha paulistana do PSOL é uma herdeira da empreiteira de obras públicas Andrade Gutierrez...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês