Escrito por

Em 25 mar 2020, 20:27

Maia rechaça o isolamento vertical sem política específica para isolar os idosos

25 mar 2020, 20:27

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez duras críticas à defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao chamado isolamento vertical. A proposta onde somente idosos e demais grupos de risco permaneceriam afastados socialmente durante o surto do coronavírus é rechaçada pelo demista. Ele sustenta que, até o momento, o governo não apresentou nenhuma sugestão voltada para a aplicabilidade da medida.

O parlamentar disse que o governo não apresentou uma proposta de contingenciamento aos idosos. Ressaltou, ainda, que há muitas pessoas na faixa etária acima de 60 anos nas comunidades do Rio de Janeiro. Em São Paulo, ele disse que há 7 milhões. “Até hoje, não ouvimos do governo qual a política para isolar os idosos”, acusou.

As declarações foram ditas em uma coletiva de imprensa. Maia transmitiu a preocupação com idosos situados, sobretudo, em comunidades carentes. Lembrou que muitos deles moram com familiares em ambientes de “30m², 40m²”. Ele lembra que, no momento em que crianças, jovens e adultos vão às ruas, eles colocam em risco seus familiares mais velhos.

O demista disse que conversou com o ministro-chefe da Cidadania, Onyx Lorenzoni, do DEM, e mandou uma proposta do Democratas para tentar criar um protocolo a fim de viabilizar o isolamento de pessoas do grupo de risco. “A partir do momento em que o governo tiver uma política séria, responsável, olhando com mais cuidado e urgência os idosos e crie uma política de isolamento, certamente você tem condições de, daqui a algumas semanas, liberar os mais jovens para proteger os mais idosos”, sustentou.

Escrito por

TAGS

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Coronavírus

Assine a nossa news

Revista Oeste — Edição 1 — 27/03/2020

Oeste Notícias