Mais de 1.000 municípios brasileiros nunca registraram morte por covid-19

Edição da semana

Em 28 set 2020, 11:35

Mais de 1.000 municípios brasileiros nunca registraram morte por covid-19

28 set 2020, 11:35

Cerca de 6 milhões de pessoas no país moram em cidades onde o vírus chinês não matou ninguém

ranking, transparência, estados, capitais, covid-19, coronavírus

Ilustração do novo coronavírus | Foto: FrankunFrei/Pixabay

Desde 26 de fevereiro, quando foi registrado o primeiro caso confirmado do novo coronavírus no Brasil, até o último sábado, 26, 1.054 dos 5.570 municípios do país não haviam registrado nenhuma morte por covid-19. Juntas, essas cidades somam cerca de 6 milhões de habitantes.

O número de municípios triplica quando analisados aqueles que não registraram nenhuma morte pelo vírus chinês nas últimas três semanas: foram 3.082. A quantidade de brasileiros morando neles passa de 33 milhões, e eles estão distribuídos em todos os Estados do país.

Nos sete dias que antecederam o último domingo, 27, a contagem é ainda mais animadora. Foram 4.228 municípios que não registraram óbito por coronavírus. Somados, eles têm mais de 62 milhões de moradores.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 Comentários

  1. Seria interessante cruzar esses dados com quais municípios aderiram ao “ fique em casa”, o tipo de isolamento e quantos receberam auxílio do governo Federal para cuidar da pandemia.

    Responder
  2. O comentário da Joyce é muito pertinente e, dentro das possibilidades, deve ser realizada da forma mais rápida possível para que que os adeptos das mortes em casa sejam desmascarados

    Responder
  3. Sem querer desrespeitar meus colegas aí de cima, por favor, chega de vírus chinês.

    Responder
    • É no mínimo falta de bom senso, tomar medicamento de quem criou o vírus. O maldito PCC,quer diminuir a população mundial, para terem como alimentar 1 bilhão e 200 milhões de famintos na China. Quem topa tomar o ” antídoto “?

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês