Mais de 40 mil candidatos 'mudaram' de raça para disputar as eleições deste ano - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 20 out 2020, 09:00

Mais de 40 mil candidatos ‘mudaram’ de raça para disputar as eleições deste ano

20 out 2020, 09:00

Confira o ranking por partido

Luciana Viana | Foto: Tribunal Superior Eleitoral

Em 2020, Lucia Viana disputa a vaga de vice-prefeita em Palmas, capital do Tocantins. A candidata também tentou se eleger para esse cargo em 2016. O partido dela ainda é o mesmo: o PSOL. Mudou, no entanto, algo que pode parecer mais difícil: sua raça. Antes, a política se considerava uma mulher branca, agora ela é diz que é preta. Mais de 40 mil candidatos de todas a matizes ideológicas decidiram fazer o mesmo: mudaram a autodeclaração de raça entre as duas eleições.

Leia também: Quase 70% dos candidatos trocaram de partidos nessas eleições

Curiosamente, isso aconteceu no ano em que a Justiça Eleitoral determinou que os partidos precisam destinar os recursos do fundo eleitoral e o tempo da propaganda no rádio e na TV de maneira proporcional entre as raças.

Confira o ranking dos candidatos que mudaram a autodeclaração de raça por partido

1º MDB: 3.898 candidatos
2º PSD: 3.783 candidatos
3º PP: 3.315 candidatos
4º DEM: 3.053 candidatos
5º PSDB: 2.848 candidatos
6º PT: 2.461 candidatos
7º PL: 2.440 candidatos
8º PSB: 2.397 candidatos
9º Republicanos: 2.346 candidatos
10º PDT: 2.339 candidatos
11º PTB: 1.863 candidatos
12º PODE: 1.498 candidatos
13º PSC: 1.466 candidatos
14º Solidariedade: 1.454 candidatos
15º Cidadania: 1.451 candidatos
16º PSL: 1.190 candidatos
17º Avante: 1.175 candidatos
18º Pros: 964 candidatos
19º PV: 930 candidatos
20º PC do B: 909 candidatos
21º Patriota: 861 candidatos
22º PTC: 468 candidatos
23º PRTB: 378 candidatos
24º PMN: 371 candidatos
25º DC: 305 candidatos
26º Rede: 265 candidatos
27º Psol: 228 candidatos
28º PMB: 158 candidatos
29º PSTU: 11 candidatos
30º Novo: 4 candidatos
31º PCB: 4 candidatos
32º PCO: 2 candidatos
33º UP: 1 candidato

 

Luciana Viana | Foto Tribunal Superior Eleitoral

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 Comentários

  1. Com confiar um cargo a um candidato que usa vantagens indevidas para se eleger
    Eita brasilzinho da lei de Gérson.
    Se não levar vantagem ñ serve

    Responder
  2. Esse negócio de cotas para candidatos negros, só poderia sair daquela cloaca do i****** do LewandoWhyski, aí se chega a uma situação dessas aí. Agora vamos imaginar uma seguinte situação: Um candidato branco caucasiano, obteve 200.000 votos mas ficou abaixo do último da cota dos brancos; por outro lado, um candidato negro obteve 70.000 votos e é o primeiro da fila da cota dos negros. Qual deles que tomará posse? O que obteve a maioria dos votos? Ou o negro que obteve bem menos votos e está atendendo o critério das cotas? Vejam só que confusão dos diabos!

    Responder
  3. Nada mais nada menos do que inescrupulosos se aproveitando da ignorância de parte da população brasileira, é o lixo tentando ganhar espaço; sofrível.
    Como sempre o ranking do que nada vale ou não presta sempre é encabeçado pela esquerda!

    Responder
  4. Vai Tomaro noku!

    Responder
  5. O revista oeste! Censurar a palavra imbehcil de novo? Que vergonha! Que desgraça!

    Responder
    • Vou tentar no italiano: Imbecile! Será que vai passar? Logo veremos.

      Responder
  6. Sem comentários… alguns partidos só não tiveram esse “milagre” em número maior porque não havia mais candidato disponível…

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês