João Carraro é mais um candidato a vereador é assassinado no Brasil

Edição da semana

Em Em 27 out 2020, 23:33

Mais um candidato a vereador é assassinado no Brasil

27 out 2020, 23:33

Já são quatro políticos mortos desde o início do processo eleitoral

joão carraro - flores da cunha - candidato a vereador assassinado

João Carraro foi vítima de homicídio | Foto: Reprodução/RBS TV

O cenário político brasileiro se vê novamente entrelaçado com o noticiário policial. Na tarde desta terça-feira, 27, mais um candidato a vereador foi assassinado. A vítima da vez foi João Carraro, filiado ao PSB de Flores da Cunha, município do interior do Rio Grande do Sul.

Leia mais: “As falhas e os culpados no caso da libertação de André do Rap”

Delegado responsável pelo caso, Rodrigo Duarte informou que Carraro foi morto em pleno ato de campanha. O político foi executado ao sair de um carro. Atingido por cinco tiros, efetuados por um homem ainda não identificado pelas autoridades, o candidato morreu no local.

Além de liderar as buscas pelo criminoso, o delegado avisa que, por ora, nenhuma possibilidade foi descartada da investigação. “Estamos apurando a motivação. Não se pode descartar nada neste momento”, afirmou Duarte, informa o portal G1.

Outros assassinatos

João Carraro não foi o primeiro candidato a vereador a ser assassinado em meio ao processo eleitoral de 2020. Ainda em setembro, Cássio Remis, do PSDB de Patrocínio (MG), foi alvejado por disparos feitos por Jorge Marra, irmão e então secretário do prefeito Deiró Marra (DEM) — que tenta se reeleger.

Cidade da Baixada Fluminense, Nova Iguaçu contabiliza dois candidatos à Câmara Municipal assassinados. Em 30 de setembro, Mauro Miranda da Rocha (PTC) foi alvo de tiros em uma padaria. No dia 10 de outubro, Domingos Barbosa Cabral (PHS) acabou atingido por disparos quando deixava um bar do município.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 Comentários

    • Se a moda pega não sobra um meu irmão !

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês