Mais uma do 'dilmês': 'Conheci o mar nos ovos de meu pai', diz a petista - Revista Oeste

Edição da semana

Em 19 set 2020, 16:10

Mais uma do ‘dilmês’: ‘Conheci o mar nos ovos de meu pai’, diz a petista

19 set 2020, 16:10

Dilma Rousseff soltou a pérola em live realizada neste mês com companheiros do partido

dilma e lula X lava jato e imprensa

A ex-presidente Dilma Rousseff | Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Em uma live realizada em 4 de setembro, com integrantes do PT do Estado do Espírito Santo, a ex-presidente Dilma Rousseff desafiou os companheiros a entender a relação afetiva da petista com a cidade de Guarapari, no Espírito Santo. “Para mim, é uma oportunidade muito importante; eu tenho uma relação pessoal muito forte com o Espírito Santo. Eu conheci o mar nos ovos do meu pai, olhando por cima das areias pretas de Guarapari, quando Guarapari era uma vilazinha.”

Veja também: Do “Oi, internautas” à live do século, isto é Dilma Rousseff

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

14 Comentários

  1. Alguém, pelo amor de Deus, traduza isso que o neurônio solitário afirmou.

    Responder
  2. Será que ela conheceu um mar de porra nos ovos do pai? Para Esquerdista tudo é possível.

    Responder
  3. Estou convencido: essa mulher representa perfeitamente a inteligencia de um esquerdopata.

    Responder
  4. Realmente, depois dessa estou cogitando em fugir definitivamente da dita “civilização” e ir morar em uma distante aldeia indígena, vivendo ao ar livre e sem ter que me submeter a convenções sociais urbanas, que podem nos colocar em risco de trombar com um monstrengo desses, que certamente se evadiu de algum hospício!!!

    Responder
  5. A imprensa continua insistindo em dar destaque para a Cadáver Insepulto. Mas já que ela está de volta. aproveito para dizer mais uma vez que o problema dessa “walking dead” é de ordem neurológica. O nome dele ‘MATA-BURRO NA SINAPSE.

    Responder
  6. Mas que relação mais incestuosa, gente! …

    Responder
  7. Infelizmente não masturbou naquele momento.Papai podia ter feito o favor de poupar o Brasil dessa carniça.

    Responder
  8. Na realidade ela era ainda uma metade, o espermatozoide…rsrsrs

    Responder
  9. Faço uma súplica à petralhada. Por Deus todo poderoso, não proíbam essa retardada de falar. Cada vez q ela abre a boca para vomitar sua diarreia mental, fica mais fácil a qualquer cidadão de bem entender a natureza doentia e i****** da esquerdalha e do comunismo. Continue assim!

    Responder
    • Paulo Francis dizia que a melhor propaganda anticomunista é deixar os esquerdopatas vomitarem as suas sandices por onde passam, a Dilma é a representação-mor dessa patota totalmente psicótica e ladra de dinheiro público alheio.

      Responder
  10. A capacidade desta criatura de falar asneiras, é inominável

    Responder
  11. O pai dessa anta era búlgaro, será que sai de lá fugindo do comunismo?

    Responder
  12. Eu não acredito que essa coisa já foi presidente do Brasil

    Responder
    • Devemos nos perguntar:
      COMO TIVEMOS CORAGEM DE ELEGER isso PRESIDENTE DO BRASIL?
      Isso fala, por que nós demos os microfones.
      SERÁ QUE APRENDEMOS A LIÇÃO?

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês