Manuela d’Ávila, a candidata que guardava livros - Revista Oeste

Edição da semana

Em 1 out 2020, 08:45

Manuela d’Ávila, a candidata que guardava livros

1 out 2020, 08:45

Candidata do PCdoB à prefeitura de Porto Alegre, ela tem 2 mil exemplares de seu novo livro armazenados em casa

Manuela D’Ávila | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Uma poupança no Banco do Brasil no valor de R$ 170 mil, um veículo Sportage de quase R$ 100 mil, outra conta com pouco mais de R$ 30 mil e cerca de 2 mil exemplares do livro E Se Fosse Você? Sobrevivendo às Redes de Ódio e Fake News, lançado há poucos meses por Manuela d’Ávila. Somadas, as publicações valem R$ 69.800. Basicamente, esses foram os bens declarados à Justiça Eleitoral por Manuela d’Ávila, candidata do PCdoB à prefeitura de Porto Alegre. Adicionados todos itens, o total não chega a R$ 500 mil.

Leia também os intelectuais e a sociedade, na 27ª edição da Revista Oeste

Abstraídos detalhes como o carro de luxo em nome da comunista ou o valor guardado no banco, o que chama mais atenção é a quantidade de exemplares de seu livro encalhados dentro de casa. O fracasso de vendas talvez seja explicado pelo autor do prefácio. Ninguém menos que o youtuber Felipe Neto.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 Comentários

  1. Graaande intelectual, e séria por demais, certamente vai para a ABL…

    Responder
    • Sugiro doar esses livros pra utilização em banheiros públicos, desde que suas folhas não sejam lisas demais

      Responder
  2. Porto Alegre nem lugar nenhum não merece alguém com o ficha corrida que essa comunista tem como representante. Se não fosse o oportunista e traidor Sérgio MORO o ministro da justiça essa malandra estaria presa por integrar a quadrilha de hackers.

    Responder
  3. Comunista de m****

    Responder
  4. Viram a versão “MANU CONSERVADORA”? Hahahahahhahahahahhahaha!!
    Ele está se vestindo igual a Michelle Bolsonaro. Virou meme nas redes sociais.

    Responder
    • *Ela

      Responder
  5. Calma pessoal…Esses livros encalhados,são na verdade uma poupança…Se ela vier a precisar de dinheiro,o caudilho do Maranhão,compra todos e distribui pelas escolas do estado…Lá no Maranhão,só para repetir o José Ribamar,é “tudo pelo social”…Alguém aí lembra?

    Responder
  6. Só não guarda a merdha que faz! Mas tem troxa pra tudo!

    Responder
  7. Os comunistas parece que não odeiam dinheiro, tanto como dizem.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês