Medicamento remdesivir tem apresentado ótimos resultados contra o coronavírus - Revista Oeste

Edição da semana

Em 29 abr 2020, 16:52

Medicamento remdesivir tem apresentado ótimos resultados contra o coronavírus

29 abr 2020, 16:52

Estão sendo avaliados 397 pacientes hospitalizados com sintomas graves da doença

Um novo estudo com o medicamento remdesivir, agora envolvendo um número maior de pacientes, tem mostrado ótimos resultados no combate ao coronavírus. Os dados da pesquisa foram apresentados nesta quarta-feira pela gigante da biotecnologia Gilead Sciences, produtora do remédio, que até então era usado no tratamento do ebola.

O estudo inclui 397 pacientes e avalia a segurança e a eficácia do medicamento em tratamentos de cinco e 10 dias em pessoas hospitalizadas com sintomas graves de coronavírus. “Entendemos que o estudo alcançou seu objetivo primário e que o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID) fornecerá informações detalhadas em breve ”, afirmou a empresa, num comunicado.

Os testes mostraram que os pacientes que tomaram remdesivir se recuperaram mais rapidamente do que aqueles que usaram placebos. Além disso, 62% dos doentes tratados precocemente receberam alta do hospital, em comparação com 49% daqueles tratados tardiamente.

Os primeiros ensaios clínicos envolveram 125 pessoas num hospital de Chicago. Quase todos os pacientes que foram tratados com remdesivir tiveram “recuperação rápida de febre e de sintomas respiratórios” e receberam “alta em menos de uma semana”.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 Comentários

  1. Boas notícias que a gente só vê por aqui. Qto mais matérias saírem aqui na Revista Oeste, menos necessidade de buscar informações nessa mídia fisiologista.

    Responder
  2. Que otima noticia!! Lamentavel que outros meios de comunicacao nao publiquem noticias positivas!

    Responder
    • Notícia promissora nos alenta! Pode ser e pode não ser esse! É uma esperança.

      Embora o q vemos é o fato de os medicamentos atuais já curarem. A questão é “tudo depende”! Depende de timing, comorbidade, identificação etc

      Obrigada

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O crime acima de todos

Não é que as instituições estejam funcionando mal, ou passando por alguma anomalia — ao contrário, elas são organizadas de maneira a tornar inevitáveis resultados como o que beneficiou André do Rap

O “cancelamento” contra a arte

Caso a sociedade se submeta a essa versão gourmetizada do stalinismo, nossos filhos e netos não terão o que ler, ouvir ou assistir

A segunda onda de hipocrisia

Em que pesem as comprovações de ineficácia dos lockdowns, enganadores como Emmanuel Macron fingem ter um mapa de bloqueio de contágio

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

O capitalismo pode salvar o mundo?

O sistema não é uma ideologia de laboratório, como o comunismo. É uma força viva, dinâmica, que há milênios se aperfeiçoa na satisfação das necessidades humanas

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês