Drauzio Varella está 'pessimista' com avanço da covid-19 - Revista Oeste

Edição da semana

Em 7 ago 2020, 18:07

Médico que definiu covid-19 como ‘gripezinha’ está ‘pessimista’

7 ago 2020, 18:07

Drauzio Varella aposta que o novo coronavírus não será devidamente tratado no Brasil no decorrer dos próximos meses

drauzio varella - gripezinha - covid-19

Drauzio: de gripezinha a pessimismo sobre a covid-19 | Foto: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Doença que já contabilizava mortes na China no começo do ano, a covid-19 foi definida em janeiro como mera “gripezinha” por Drauzio Varella. Em vídeo divulgado na ocasião, o oncologista brasileiro disse que todo mundo deveria continuar com a rotina, sem motivo para pânico. A situação mudou radicalmente poucos dias depois. Tanto que a gravação foi excluída do canal.

Leia mais: “Covid-19: Brasil tem 2,2 milhões de recuperados”

Hoje, com mais de 710 mil mortes provocadas pela doença em todo o mundo, conforme indica o painel atualizado diariamente por Oeste, a postura do médico é outra. Agora, ele critica autoridades do país por não estarem agindo corretamente no enfrentamento da disseminação do novo coronavírus. Dessa forma, ele se diz “pessimista” quanto à possibilidade de o contágio diminuir ao longo dos próximos meses, sobretudo no Brasil.

Em crítica mais direta à postura do governo federal em relação ao combate da doença, Drauzio deu a entender que houve omissão — ou erro — das autoridades quando os primeiros casos começaram a surgir no Brasil. “Quando o vírus chegou, nós já sabíamos o que precisava ser feito”, afirmou o médico, em live promovida nesta sexta, 7, pelo portal UOL. Para ele, teria sido seria necessário realizar “testes em massa e isolar a população”.

Ministro da Saúde no começo da pandemia, Luiz Henrique Mandetta participou da mesma live, mas não foi criticado pelo oncologista, que chegara a se referir à covid-19 como “gripezinha”.

Mais: “Bolsonaro sobre eficácia da hidroxicloroquina: ‘Sou a prova disso’”

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 Comentários

  1. Menos Anderson.

    Responder
  2. Até hoje nao se sabe como se proceder diante da pandemia, o que dirá qdo ela chegou ao Brasil. Demagogo!

    Responder
  3. Meio oportunista (como o Mandeta). “Engenheiros de obra pronta”.

    Responder
  4. Não tem mais credibilidade! Morreu!

    Responder
    • Concordo

      Responder
  5. Caiu a máscara de mais um demagogo

    Responder
  6. Esse enganador é a personificação da Globo: equivocado e fora do tempo.
    Esse cara é o erro.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Supremas safadezas

Como os ministros do Pretório Excelso, o promotor da minha infância se julgava onipresente, onisciente e onipotente

A Suprema Corte e o abuso do poder

Quando juízes se tornam “superlegisladores”, as instituições se fragilizam e a sociedade perde a fé no sistema democrático

David Hume cancelado

Está em curso uma espécie de eugenia intelectual que conta com a simpatia ou covardia de reitores e professores de prestigiadas universidades internacionais

Vacina contra ditadura

Na ONU, Trump fez o que todo mundo com juízo deveria ter feito — e não fez, sabe-se lá por que mistério das escrituras empáticas

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

E chegamos à era dos ciborgues

Teremos nosso potencial mental multiplicado e nossas ações serão, literalmente, rápidas como o pensamento. O que faremos com esse novo poder?

Os intelectuais e a sociedade

Intelectuais ignoram que há mais sabedoria na população em geral do que num indivíduo qualquer, por mais inteligente que ele seja

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Revista Oeste — Edição 27 — 25/09/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês