Mercado financeiro opera em leve alta, mas tende à instabilidade

Edição da semana

Em 22 set 2020, 11:00

Mercado financeiro opera em leve alta, mas tende à instabilidade

22 set 2020, 11:00

‘Lockdown’ no Reino Unido e pesquisas eleitorais nos Estados Unidos ainda deixam investidores cautelosos

mercado financeiro, instabilidade, ações

Mercado financeiro tende à instabilidade | Foto: Nick Chong/Unsplash

As bolsas europeias operam em leve alta, ajudadas principalmente por ações que têm boa performance na pandemia, depois de uma queda de mais de 3% ontem, segunda-feira 21, causada pelo lockdown em vários países.

E nesta terça-feira o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, deve anunciar que fechará bares e restaurantes do país devido a um novo surto de coronavírus, pedindo à população que permaneça em casa para tentar conter a doença.

Quem também discursa, mas no Congresso norte-americano, é o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell. Ele deverá pedir que um pacote econômico seja aprovado nos Estados Unidos para ajudar os empresários a pagar empréstimos contraídos durante a crise da covid-19.

Já os presidentes Donald Trump, Jair Bolsonaro e Xi-Jinping (China) devem falar à Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que terá início hoje. O teor do que cada um levar ao plenário pode alterar — e muito! — o humor dos mercados nos próximos dias.

Ainda lá fora, pesquisas eleitorais nos EUA causam tensão. Trump luta para alcançar o democrata Joe Biden, o que torna sua participação na ONU ainda mais crucial nesta manhã.

Por aqui, o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, oficializou sua renúncia, que já havia sido anunciada em julho. O economista queria ver a instituição privatizada mais rapidamente do que o governo pôde garantir.

 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês