A História é um pacote de mentiras

É o que mostra Dagomir Marquezi, em artigo publicado na Edição 101 da Revista Oeste
-Publicidade-
'A história será gentil comigo porque eu mesmo pretendo escrevê-la.' Winston Churchill
'A história será gentil comigo porque eu mesmo pretendo escrevê-la.' Winston Churchill | Foto: Reprodução/Redes sociais

Em artigo publicado na Edição 101 da Revista Oeste, Dagomir Marquezi argumenta que a História pode ser apenas um nome pomposo para a prática de inventar lendas e narrativas num tabuleiro ideológico.

Leia um trecho

“‘A História é importante demais para ser deixada para os historiadores’, disse o jornalista britânico Iain Macleod, em 1961. É claro que existem excelentes historiadores, e a Inglaterra fornece ao mundo alguns dos melhores, como Martin Gilbert, J. M. Roberts e William L. Shirer. A obra de Laurentino Gomes e a narrativa de Luiz Octavio de Lima sobre a Guerra do Paraguai são apenas alguns poucos exemplos de que o Brasil pode produzir bons livros de História.

-Publicidade-

Mas eu desconfio cada vez mais de livros que se propõem a contar a história de povos inteiros, de gerações, de países e continentes. Quanto mais abrangente o objeto de estudo, mais fácil fica para um historiador desonesto e/ou incompetente falsificar uma narrativa. Ele pode se esconder atrás de seus óculos de grau de grossas armações negras, de um diploma de pós-graduação da PUC e tirar fotos em frente a estantes lotadas de livros fazendo cara de conteúdo. Mas quando escreve obras como Subdesenvolvimento na América Latina como Herança do Colonialismo, o generalismo abre a porta para a lavagem cerebral.”

Gostou? Dê uma olhada no conteúdo abaixo.

Além da História

A Edição 101 da Revista Oeste vai além do artigo de Dagomir Marquezi. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de Flavio Morgenstern, Rodrigo Constantino, J.R. Guzzo, Augusto Nunes, Guilherme Fiuza, Caio Coppolla, Gabriel de Arruda Castro, Silvio Navarro, Artur Piva e Paula Leal, Brendan O’Neill, Bruno Meyer, Ubiratan Jorge Iorio e Evaristo de Miranda.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Bom dia Oeste, quero externar a minha gratidão por todos os conteúdos recebidos pela a equipe de jornalismo de vocês, e dizer que estou muito satisfeito, e que Deus continue abençoando a vida de cada um vocês pelas informações recebidas… l

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.