Alemanha, Reino Unido e outros países da Europa têm protestos contra restrições

Manifestantes criticaram 'lockdown' e fechamento do comércio; Finlândia, Romênia, Áustria e Suíça também tiveram atos de rua
-Publicidade-
Europa voltou a registrar manifestações contra o 'lockdown'
Europa voltou a registrar manifestações contra o 'lockdown' | Reprodução/YouTube

O endurecimento das restrições e do isolamento social para conter uma terceira onda da pandemia de covid-19 gerou uma série de protestos de rua em diversos países europeus neste sábado, 20. As principais manifestações aconteceram na Alemanha e no Reino Unido, segundo as agências internacionais.

Na cidade alemã de Kassel, mais de 20 mil pessoas participaram de uma marcha contra o isolamento social, de acordo com a Deutsche Welle. Houve confronto com a polícia. O protesto foi convocado pelo movimento “Querdenker” (também conhecido como “Pensadores Laterais”), que questiona as restrições impostas ao comércio durante a pandemia.

-Publicidade-

Leia mais: “Covid-19: Paris e outras 15 regiões da França voltam ao confinamento”

Em Berlim, o protesto foi pequeno — cerca de 500 manifestantes se reuniram no Portão de Brandemburgo, um dos principais cartões-postais da cidade. Não houve registro de confronto com os policiais.

Dados do Instituto Robert Koch, o principal órgão de controle epidemiológico do país, mostram que os casos de covid-19 voltaram a registrar forte aumento na Alemanha nos últimos dias. Nas últimas 24 horas, o país registrou mais de 16 mil novas infecções e 207 mortes, elevando o total para 2,6 milhões de casos e 74,6 mil óbitos.

Leia também: “Lockdown não tem nada a ver com segurança sanitária, diz Guilherme Fiúza”

Em Londres, no Reino Unido, pelo menos 13 pessoas foram presas durante atos que contaram com a participação de dez mil manifestantes. Na Finlândia, 400 pessoas sem máscaras se aglomeraram em Helsinque pedindo liberdade de expressão e questionando os números oficiais sobre a pandemia no país. Protestos semelhantes também foram realizados na Romênia, na Áustria e na Suíça.

Leia mais: “Reino Unido: 50% dos adultos já foram vacinados contra covid-19, diz governo”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.