Alemanha vai parar de utilizar carvão até 2038

O Parlamento da Alemanha  aprovou uma legislação para que o país deixe de utilizar o carvão para a geração de energia em menos de duas décadas
-Publicidade-
Foto: Wi Pa/ Pixabay
Foto: Wi Pa/ Pixabay | Carvão Alemanha

Plano aprovado pelo Parlamento da Alemanha vai permitir que o país deixe de utilizar o carvão para a geração de energia até 2038

Carvão Alemanha
Foto: Wi Pa/ Pixabay

O Parlamento da Alemanha  aprovou nesta sexta-feira uma legislação para que o país deixe de utilizar o carvão para a geração de energia em menos de duas décadas. Essa medida faz parte de um amplo plano do governo para reduzir a emissão de carbono.

-Publicidade-

“A era do combustível fóssil na Alemanha está com o fim irrevogável com esta decisão”, afirmou o ministro da Economia, Peter Altmaier. A ministro do Meio Ambiente, Svenja Schulze comemorou, afirmando que a lei “é um grade sucesso para aqueles que se preocupam com um futuro ambientalmente amigável para os nossos filhos e netos”.

O pacote aprovado possui dois principais objetivos. O primeiro é garantir um caminho para a gradual redução da utilização do carvão até 2038 e o segundo é um auxílio às regiões que serão impactadas.

Veja também: “Ministro da Economia da Alemanha demonstra otimismo”

Os Estados da Renânia do Norte-Vestfália, Saxônia, Saxônia-Anhalt e Brandemburgo, que são os produtores de carvão do país, terão um pacote de 40 bilhões de euros como compensação. Esses recursos deverão ser utilizados para reestruturar as economias daquelas regiões, treinando os trabalhadores e expandindo a infraestrutura local.

As empresas que operam minas de carvão também terão direito a uma compensação, desde que apresentem um plano de desativação até 2026. A informação é da televisão pública da Alemanha Deutsche Welle.

O principal sindicato de mineiros, o IG BCE, aprovou a medida, afirmando que ela é um “marco histórico” e que garante o futuro dos mineiros.

Resistência de ambientalistas

Apesar do apoio do sindicatos, no entanto, a legislação não foi bem vista por ambientalistas, que dizem que não é suficiente para deter as mudanças climáticas. Para o diretor do Greenpeace no país, Martin Kaiser, a lei é decerto muito branda e constitui um “erro histórico”.

De acordo com a líder do Partido Verde da Alemanha, Annalena Baerbock, a legislação está inegavelmente “alheia ao futuro”. Ela pediu que o governo termine com o uso do carvão na Alemanha até 2030.

Mais: “Alemanha proíbe ministros de utilizarem o WhatsApp”

A Alemanha possui como objetivo virar um país com emissão neutra de carbono até 2050. A Comissão Europeia também está trabalhando em planos similares para a União Europeia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.