Alemanha vive expectativa de alívio na inflação

Alta de preços no país deve atingir a marca de 7% neste ano

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Os produtores alemães verificaram uma queda no preço de matérias-primas
Os produtores alemães verificaram uma queda no preço de matérias-primas | Foto: Reprodução/Pexels

Os produtores alemães verificaram a primeira queda mensal dos últimos dois anos nos preços das matérias-primas, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 21, pelo Escritório Federal de Estatísticas. Isso alimenta a expectativa dos produtores de ver sua inflação diminuir.

Os preços de produtos industriais caíram 4,2% neste mês, principalmente por causa da queda nos valores da eletricidade e do gás natural. Esse resultado deve favorecer o Banco Central Europeu, que vem elevando os juros de forma agressiva para conter as pressões sobre os preços.

-Publicidade-

O aumento dos preços das matérias-primas alimentou a inflação em um ritmo mais acelerado que o verificado no ano passado. Qualquer reversão significativa desse cenário, portanto, aumentará as expectativas de que a alta dos preços no país pode ter atingido seu limite.

Mas a inflação geral, em torno de 5%, mostra poucos sinais de alívio. Os dados relacionados a outubro, por exemplo, ressaltam que o aumento dos preços ainda não desacelerou. Os preços ao consumidor da Alemanha, em comparação com outros países europeus, subiram 11,6% em outubro (considerando a base anual).

A partir de 2023, o governo alemão planeja adotar medidas para frear os preços do gás e da eletricidade. O objetivo é conter a inflação, que deve atingir 8% neste ano e 7% em 2023.

Em comparação com outubro de 2021, os preços de produtos industriais subiram 34,5% no mês passado. Em agosto e setembro, a alta havia sido ainda maior: 45,8%.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.