Alemão de 100 anos será julgado por crimes nazistas

Homem responderá na Justiça como cúmplice de mais de 3,5 mil assassinatos
-Publicidade-
O antigo campo de concentração de Sachsenhausen
O antigo campo de concentração de Sachsenhausen | Foto: Reprodução/Mídias sociais

Um alemão de 100 anos, que trabalhou como guarda em um campo de concentração, responderá na Justiça como cúmplice de mais de 3,5 mil assassinatos perpetrados por nazistas durante a 2ª Guerra Mundial.

O acusado, que não teve sua identidade divulgada, mora atualmente em Brandemburgo, no nordeste da Alemanha, e poderá comparecer à mais alta Corte do país a partir de outubro para sessões de no máximo 2 horas e 30 minutos, segundo o jornal Tagesspiegel.

Crimes

-Publicidade-

O homem estaria particularmente envolvido na execução de prisioneiros de guerra soviéticos em 1942 e na morte de prisioneiros pelo uso do gás tóxico Zyklon B, conforme a agência de notícias France Presse.

Leia também: “Homem de 84 anos peita Justiça alemã por relíquias da 2ª Guerra”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

  1. Quando os nazistas contemporâneos – esses que trancaram milhões dentro de casa por seis meses, prenderam e arrebentaram aqueles que tentaram exercer suas liberdades individuais e, agora, obrigam todos a se inocularem com uma vacina experimental – serão julgados por seus crimes contra a humanidade?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro