-Publicidade-

Após falha, Nova Zelândia coloca militares para fazer o controle do coronavírus

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou que os militares vão vigiar as fronteiras e os centros de quarentena no país.
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardem | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardem | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR | Nova - Zelândia - Jacinda - Ardern

Anúncio foi feito pela primeira-ministra do país, Jacinda Ardern; Nova Zelândia havia sido elogiada pelo combate ao coronavírus

Nova - Zelândia - Jacinda - Ardern
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardem | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou que os militares vão vigiar as fronteiras e os centros de quarentena para pessoas com coronavírus.

Veja também: “Nova Zelândia decreta fim do isolamento social”

Essa medida é consequência da descoberta de falhas no controle na entrada de estrangeiros, após pessoas com o coronavírus entrarem no país da Oceania, informa a agência de notícias EFE.

Mais: “Nova Zelândia liberou visitas virtuais ao set de ‘O Senhor dos Anéis’”

A resposta da Nova Zelândia ao coronavírus, elogiada internacionalmente, foi abalada após a descoberta que duas mulheres chegadas do Reino Unido desobedeceram o isolamento obrigatório e dirigiram 650 quilômetros entre  Auckland e a capital do país, Wellington. Ambas também não chegaram a ser testadas para a doença.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês