Apresentadora de TV russa diz ver saída nuclear ‘provável’ em guerra

Jornalista de canal ligado ao governo Putin assusta audiência com prognóstico sobre o conflito na Ucrânia
-Publicidade-
Margarita Simonyan falou em uma saída nuclear com naturalidade em rede nacional
Margarita Simonyan falou em uma saída nuclear com naturalidade em rede nacional | Foto: Reprodução

Uma declaração na TV russa causou preocupação internacional nesta semana. Margarita Simonyan, editora e apresentadora na emissora RT, afirmou que a saída nuclear para o conflito na Ucrânia é ‘provável’. O canal recebe financiamento do governo Vladimir Putin e é uma espécie de porta-voz do Kremlin

“Ou perdemos na Ucrânia ou a Terceira Guerra Mundial começa. Acho que a Terceira Guerra Mundial é mais realista, nos conhecendo, conhecendo nosso líder”, comentou Simonyan aos espectadores da RT.

“Tudo isso vai acabar com um ataque nuclear, parece-me mais provável do que o outro curso de eventos. Isso é para meu horror, por um lado, mas, por outro lado, é o que é”, completou a jornalista, enquanto um colega de estúdio adicionou: “Nós iremos para o céu, enquanto eles não. Todos nós vamos morrer algum dia”.

-Publicidade-

As polêmicas declarações da jornalista ocorrem pouco depois de a Rússia testar com sucesso seu mais recente míssil nuclear, o Sarmat 2. Segundo o governo russo, o armamento tem condições de atingir alvos em qualquer lugar do planeta e não pode ser detido por nenhuma defesa de mísseis atual.

Na última segunda-feira 25, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, alertou para o risco de uma possível guerra nuclear contra a Ucrânia. O pronunciamento aconteceu dois dias depois que autoridades dos Estados Unidos visitaram o país invadido pelo Exército russo.

“Gostaria muito que esses riscos [de guerra nuclear] não fossem artificialmente inflados, e há muitos que querem. O risco é sério, é real, e não pode ser subestimado”, afirmou Sergei Lavrov, em entrevista transmitida pelo canal estatal de televisão russo Channel 1 (Piervy Kanal).

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Pensamento normal para um ser humano que vive em um país no qual não há muita perspectiva de vida plena, pouca ou quase nenhuma liberdade, qual a diferença entre a morte e a vida sem prazer.

    1. O que disse é verdade para a maioria dos russos, não para a Margarita Simonyan! A única tecnologia atual da Rússia é de ameaçar os outros, o que tem dado certo até agora. A guerra na Ucrânia mostrou que o rei ia nú, o que espantou muitos russos!

  2. Margarita Simonyan é extraordinária! Que coragem perante a morte! Só não percebo por que razão ela não leva o seu estojo de beleza e a sua minissaia e não vai combater na Ucrânia ao lado da Rússia contra os nazis ucranianos! Se não quisesse pegar numa metralhadora, sempre podia conviver com os soldados russos e assim evitaria que as ucranianas fosse violadas. De certeza que o Putin lhe daria um mercedes e um condutor para andar de pelotão russo em pelotão!

  3. E com essas declarações se desenha uma nova era da guerra fria moderna. Tudo em prol da volta da polarização mundial, baseada no pensamento norte-americano, para o ocidente e russo para o oriente. Os interesses de guerras passadas e contemporâneas sempre foram e serão comerciais. Tudo é delineado para suprir interesses lucrativos e nunca em prol de algo social. Vamos esperar como a China reagirá a todo esse embrólio.

  4. Palavras dela: – “todo mundo morre um dia”… Depois do leite derramado não há o que fazer. Conhecemos as histórias de como as guerras começaram desde que o mundinho do homo-“”sapiens”” apareceu.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.