Arábia Saudita considera aceitar moeda chinesa na venda de petróleo

Uso do iuane poderia abalar o domínio do dólar no mercado global
-Publicidade-
Mohamed bin Salman, o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, e Xi Jinping, presidente da China
Mohamed bin Salman, o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, e Xi Jinping, presidente da China | Foto: Reprodução/Mente Mundo

A Arábia Saudita está em negociações com a China para vender seu petróleo em iuane, a moeda chinesa, informou The Wall Street Journal nesta terça-feira, 15. A medida poderia abalar o domínio do dólar no mercado global e representaria uma guinada na postura do principal exportador mundial.

As conversas com Pequim ocorrem há seis anos, e aceleraram nos últimos meses. Isso porque a Arábia Saudita está cada vez mais insatisfeita com os Estados Unidos, que não apoiaram sua intervenção na guerra civil do Iêmen. A indignação dos sauditas também se explica pelo possível acordo de Washington com o Irã sobre seu programa nuclear.

A China compra mais de 25% do petróleo que a Arábia Saudita exporta. Se negociadas em iuane, essas vendas elevariam o valor da moeda chinesa. Para os sauditas, a decisão de negociar seus barris de petróleo numa moeda diferente do dólar também representaria uma mudança profunda.

-Publicidade-

A maior parte das vendas globais de petróleo — cerca de 80% — é feita em dólares. Os sauditas negociam petróleo exclusivamente na moeda norte-americana desde 1974, depois de um acordo com o governo de Richard Nixon, que incluía garantias de segurança para o país.

Pequim introduziu contratos de petróleo em iuane em 2018, como parte de seus esforços para tornar a moeda local negociável em todo o mundo. No entanto, a medida não abalou o domínio do dólar no mercado. Para a China, o uso de dólares tornou-se um risco. Isso foi acentuado pelas sanções dos Estados Unidos ao Irã e à Rússia.

Leia também: “O petróleo vai acabar?”, reportagem de Luis Kawaguti publicada na Edição 87 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Dessa vez a USA vai…para o buraco. Viva o voto em Biden, esquerdopatas idiotas. Brasileiros ainda iludidos, aprendam com o erro dos arrependidos americanos. ACORDEM!

  2. É necessário uma nova moeda para concorrer com o dólar norte americano no comércio mundial. Os EUA emitem moeda, e retiram sempre querem. Não existe mais o lastro em ouro para garantir uma possível quebradeira norte americana. Os norte americanos tem atualmente seu arsenal nuclear para realizar imposições. Mss ocorre que vários países também tem arsenais nucleares para intimidar quando necessário a quem pensar em enfretar os norte americanos. Os EUA empuseram sanções econômicas contra a Rússia. Mas se absteram de entrar na guerra para apoiar a Ucrânia. No campo econômico é fundamental a China entrar na concorrência também de emissão de moedas para negociações mundiais.

  3. O Biden já mandou chamar a Greta para salvar os USA. Vão implantar usina de petróleo verde só pra fazer raiva na Arabia Saudita. Nunca imaginei ver USA ser transformada em República Bananeira, com um debilóide no comando.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.