Arábia Saudita libera peregrinação a Meca para 60 mil vacinados

Devido ao recrudescimento da pandemia, o número de peregrinos reduziu-se drasticamente
-Publicidade-
<i>Hajj</i> é uma das maiores manifestações religiosas
Hajj é uma das maiores manifestações religiosas | Foto: Reprodução/Pexels

A Arábia Saudita vai permitir que 60 mil de seus residentes vacinados contra a covid-19 façam o hajj, a grande peregrinação muçulmana a Meca, que deve ocorrer em julho de 2021. Devido ao recrudescimento da pandemia do novo coronavírus, o número de peregrinos reduziu-se drasticamente.

Durante a última grande peregrinação, apenas cerca de 10 mil fiéis residentes na Arábia Saudita puderam participar, contra 2,5 milhões de integrantes do todo o mundo. “Considerando a enorme multidão que realiza o hajj, passando longos momentos em vários locais específicos, é necessário o mais alto nível de precaução”, adverte o Ministério do Hajj.

A peregrinação costuma ser uma das maiores reuniões religiosas do mundo. Nesse sentido, apresenta alto risco de disseminação do vírus chinês.

-Publicidade-

Leia também: “Arábia Saudita suspende exportadores de carne de aves do Brasil”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site