Revista Oeste - Eleições 2022

Argentina: falta de pneus interrompe produção de veículos

Os entraves comerciais à importação colocados pelo governo argentino dificultaram ainda mais a situação
-Publicidade-
Outro problema que está afetando a produção de pneus é a paralisação na produção por trabalhadores do setor
Outro problema que está afetando a produção de pneus é a paralisação na produção por trabalhadores do setor | Foto: Reprodução

As montadoras Renault e Nissan, da Argentina, tiveram de interromper a produção de veículos por falta de pneus. Entre os motivos apontados pelo setor estão os entraves comerciais que o governo argentino colocou à importação de componentes, provocando uma escassez generalizada.

“O conflito foi gerado na produção de pneus. Está faltando. Sabemos que não há pneus em lugar nenhum, e os veículos têm de sair sobre rodas. Isso fez com que a Nissan e a Renault ficassem paralisadas na terça-feira. E hoje não sabemos”, disse Ramón Ramírez, tesoureiro da Câmara de Metalúrgicos e Componentes Industriais de Córdoba, na Argentina, ao jornal La Nación.

Outro problema que está afetando a produção é a paralisação nas fábricas de pneus por trabalhadores do setor. O sindicato que representa a categoria reivindica um aumento salarial acima da inflação (que foi de 51% em 2021).

-Publicidade-

As montadoras são contrárias, alegando que o aumento “geraria graves consequências para a indústria nacional e representaria um custo extra”, o que impactaria negativamente as fábricas e faria com que elas continuassem a perder competitividade em nível global e local, informaram as empresas.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.