-Publicidade-

Argentina articula-se para ser aliada preferencial dos EUA

O presidente peronista Alberto Fernández aposta que o Colégio Eleitoral norte-americano vai ratificar Joe Biden como novo morador da Casa Branca
O presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: DIVULGAÇÃO/CASA ROSADA
O presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: DIVULGAÇÃO/CASA ROSADA | O presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: DIVULGAÇÃO/CASA ROSADA

O presidente Alberto Fernández aposta que o Colégio Eleitoral norte-americano vai ratificar Joe Biden como novo morador da Casa Branca

fernández
O presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: Divulgação/Casa Rosada

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, movimenta-se nos bastidores para ocupar o lugar do Brasil como aliado número um dos Estados Unidos. Conforme o jornal Clarín, os peronistas querem ajuda externa para tirar o país da crise econômica. O governo Fernández-Kirchner aposta que o Colégio Eleitoral norte-americano vai ratificar Joe Biden como novo morador da Casa Branca. Por outro lado, Donald Trump garante que houve fraude na eleição e assegura: “Isso está longe de acabar”. Conforme o republicano, há irregularidades em vários Estados, como mortos “votando” e validação de cédulas falsas.

Leia também: “Na Pensilvânia, 21 mil mortos constam na lista de eleitores”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês