-Publicidade-

Dilma: Maradona foi defensor da democracia

Ex-presidente se manifestou sobre a morte do argentino
Maradona e Dilma Rousseff | Foto: Reprodução/Twitter
Maradona e Dilma Rousseff | Foto: Reprodução/Twitter | maradona e dilma rousseff - democracia

Ex-presidente se manifestou sobre a morte do argentino

maradona e dilma rousseff - democracia
Maradona e Dilma Rousseff | Foto: Reprodução/Twitter

A ex-presidente Dilma Rousseff foi uma das figuras da política mundial a lamentar a morte de Diego Maradona, ocorrida nesta quarta-feira, 25. Para a petista, o fim da vida do ex-jogador de futebol representa uma “grande perda”. Além disso, ela classificou Maradona de defensor de valores como a democracia.

Leia mais: Relembre momentos de Maradona no futebol

“Maradona também merece ser admirado pela defesa dos direitos dos povos da América Latina e do Caribe à soberania, à democracia e à justiça social”, publicou Dilma em seu perfil no Twitter. Na parte esportiva, a sucessora de Lula no Palácio do Planalto afirmou que o ídolo argentino teve o poder de encantar o mundo com sua genialidade.

Morto aos 60 anos, devido a uma parada cardiorrespiratória, Maradona sempre se posicionou politicamente. E em favor da esquerda do espectro político — sobretudo em nível latino-americano. Ele tinha tatuagens em homenagem a Che Guevara e Fidel Castro, a quem chegou a chamar de pai. Em março, o ex-jogador argentino lamentou o aniversário de sete anos da morte do venezuelano Hugo Chávez.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

13 comentários

  1. Maradona era usuário de drogas pesadas desde já muito tempo, isso deve ter contribuído muito para sua morte ainda tão novo, e para muitos na guerra do tráfico para satisfazer esse estilo de vida feploravel. Era um Bad Boy usuário de intorpecentes e so poderia ser de Esquerda

  2. Quem escreveu o texto para essa ANTA? Os 2 neurônios dela estão brigados entre si. Para quem é apaixonada por mandioca e tem o desejo de ensacar vento, não tem a menor noção que democracia só existe com liberdade. Maradona foi genial futebolista mas idiota drogado e puxa saco de tiranos comunistas.

    1. Para começar, ela não tem capacidade para escrever esse texto. Depois, ela não conhece o significado de Democracia. Para finalizar, o que interessa a opinião dela? Totalmente irrelevante!

  3. O melhor de seu comentário: “A morte de Maradona é uma grande perda para todos os amantes do futebol, que tiveram por ele a mesma paixão com que ele próprio conduziu a sua vida.” Ai meus sais! Dilma, vc acha mesmo que Maradona conduziu bem sua vida?

  4. Me poupe! Democracia segundo a esquerda radical. Maradona é a prova perfeita de que famosos não devem ser idolatrados. Foi um jogador brilhante mas apenas isso e nada mais.

    1. Não se deveria publicar as bobagens da presidenta. Isto mesmo. O que ela quis ser e que não existe, ” presidenta”. Ao menos na nossa língua.
      Se fosse pra elogiar o morto por sua arte, ok.
      Mas ressaltar espírito democrático de, um louco que tem tatuado 2 assassinos da ditadura cubana, nem como gozação serve.

  5. A Dilma ainda não sabe (ou finge não saber) a diferença entre comunismo e democracia. Não merece nosso respeito por todo o mal que fez, e ainda faz, ao país!

  6. As opiniões de Dilma sobre qualquer assunto, são desastres cada um pior do que os outros.
    Maradona viveu com paixão? Pelas drogas. Maradona defensor da democracia? De democratas tipo Guevara, Fidel Castro, Chavez, e outros do naipe….
    Maradona fará falta? Certamente sim, para seus familiares e só.
    Meus respeitos ao povo argentino pelo gênio do futebol que ele foi. Apenas, isso.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês