-Publicidade-

Armados, ativistas do movimento negro protestam nos EUA

Integrantes do NFAC foram às ruas protestar contra a morte de Breonna Taylor, morta por policiais em março deste ano
Integrantes do movimento 'Not fucking around' | Foto: DIVULGAÇÃO/TWITTER
Integrantes do movimento 'Not fucking around' | Foto: DIVULGAÇÃO/TWITTER | Integrantes do movimento 'Not fucking around' | Foto: DIVULGAÇÃO/TWITTER

Integrantes do NFAC foram às ruas protestar contra a morte de Breonna Taylor, morta por policiais em março deste ano

armados
Integrantes armados do movimento ‘Not fucking around’ | Foto: DIVULGAÇÃO/TWITTER

Milicianos armados do movimento negro Not fucking around coalition (Não brinque com a coalizão, em tradução livre) realizaram um ato contra a morte da médica negra Breonna Taylor, de 26 anos, no sábado 25. Ela foi morta em março deste ano morta por policiais que invadiram seu apartamento.

Membros do grupo saíram às ruas de Lousiville, no Kentucky (EUA), vestindo uniformes paramilitares e portando fuzis e espingardas semiautomáticas. Eles fecharam ruas espalhando terror e caos.

Quer saber mais sobre o movimento negro norte-americano? Leia “Não, silêncio não é violência”, reportagem publicada na edição n° 18 de Oeste

Segundo a polícia, três integrantes do bando ficaram feridos depois que uma arma foi acidentalmente descarregada. À imprensa estrangeira, o líder do movimento, John Johnson, exigiu celeridade no ritmo das investigações sobre a morte de Taylor. “Se vocês não falam nada, pensamos que não estão fazendo nada”, afirmou ao jornal Louisville Courier

Até agora, um policial envolvido na morte de Breonna foi demitido pela polícia de Louisville e dois outros foram colocados em funções administrativas. Nenhuma acusação contra os três foi apresentada.

A milícia negra ganhou projeção depois de pedir a retirada de um monumento considerado racista.

Saiba também como os grupos “antifascistas” estão agredindo a democracia, sob o beneplácito da imprensa

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.