As estatísticas provam: o mundo nunca foi um lugar tão bom para viver

O século 20 e este começo do 21 viram, entre outras coisas positivas, o aumento da expectativa de vida e a queda da mortalidade infantil
-Publicidade-

A cada 24 horas, 24 mil seres humanos morrem de fome nos cinco continentes. Mil por hora. Quase 650 milhões sobrevivem em situação de extrema pobreza, com menos de US$ 1,90 por dia (aproximadamente R$ 10). Os analfabetos somam 750 milhões de mulheres e homens espalhados pelo planeta e a rede de saneamento está fora do alcance de 4 bilhões de pessoas. Mas, acredite: o mundo está melhorando.

O século 20 e este começo do 21 viram, entre outras coisas positivas, o aumento da expectativa de vida e da escolaridade, a queda das taxas de mortalidade infantil e o surgimento e a proliferação da internet. É o que mostram gráficos, mapas e diversos dados compilados pela Revista Oeste com base em números fornecidos por instituições de alta credibilidade. As estatísticas provam que, apesar de tudo, o mundo nunca foi um lugar tão bom para viver.

Confira os números arrastando a bola no centro da imagem para a direita ou para a esquerda:

-Publicidade-

Expectativa de vida:

Mortalidade infantil:

Escolaridade:

Acesso à internet:

Leia a reportagem completa: Acredite: o mundo está melhorando

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.