Autoridades negam carga nuclear depois de queda de avião militar nos EUA

Acidente aconteceu em região desértica perto da fronteira com o México e teria matado quatro oficiais da Marinha
-Publicidade-
Acidente envolveu aeronave V-22 Osprey, que pode voar como avião ou helicóptero
Acidente envolveu aeronave V-22 Osprey, que pode voar como avião ou helicóptero | Foto: Reprodução

A queda de um avião militar dos Estados Unidos matou quatro pessoas na última quarta-feira, 8, e autoridades negaram rumores de que a aeronave transportava carga nuclear. O acidente aconteceu na cidade de Glamis, em uma região desértica do Estado da Califórnia, a cerca de 32 quilômetros da fronteira com o México

De acordo com o jornal Los Angeles Times, citando uma fonte federal, havia cinco pessoas na aeronave e ao menos quatro delas morreram. O avião era de propriedade da Marinha norte-americana.

Em uma publicação nas redes sociais na noite de quarta-feira, a Marinha dos EUA pediu paciência a respeito dos trabalhos de resgate.

-Publicidade-

“Pedimos a paciência do público enquanto trabalhamos diligentemente com os socorristas e a unidade envolvida para identificar o que ocorreu esta tarde.”

A base naval de El Centro, próxima do local do acidente, emitiu uma nota nas redes sociais para negar rumores de que o avião estivesse transportando material nuclear.

“Podemos confirmar que uma aeronave pertencente à Marinha caiu perto de Glamis. Os socorristas militares e civis estão no local. Ao contrário dos relatórios iniciais, não havia material nuclear a bordo.”

O V-22 Osprey é uma aeronave usada pela Marinha e pelo Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, que pode girar seus rotores para voar como avião ou helicóptero. Um outro acidente com este modelo, em março deste ano, matou quatro fuzileiros navais norte-americanos durante exercícios na Noruega.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.