Boom de “bebês covid-19”, uma possibilidade

Há empresas apostando na tendência de aumento das atividades íntimas entre os casais no período de reclusão domiciliar
-Publicidade-
EFB0CJ Cute smiling baby girl lying on towel isolated on white
EFB0CJ Cute smiling baby girl lying on towel isolated on white

Há empresas apostando na tendência de aumento das atividades íntimas entre os casais no período de reclusão domiciliar

bebê fofo
Reprodução/EFB0CJ

Com as medidas de distanciamento social em consequência da pandemia do coronavírus, os casais nunca passaram tanto tempo juntos. Se, por um lado, há risco de aumento de divórcios — como, de fato, ocorreu em algumas províncias da China —, é alta a chance de aumento na taxa de natalidade no próximo ano.

-Publicidade-

Algumas empresas do setor de sexo viram oportunidades de crescimento nessa crise. Na semana passada, o gigante pornô online Pornhub ofereceu aos italianos acesso gratuito ao seu site premium. A fabricante alemã de brinquedos sexuais Womanizer anunciou que suas vendas estão aumentando, atribuindo uma nova demanda de alguns dos países mais afetados pela pandemia, incluindo Itália, EUA e Japão, informa o jornal The Telegraph de Illinois, dos Estados Unidos.

Como saídas à noite para bares, restaurantes e cinemas estão fora de questão, é provável que a intimidade na cama venha a registrar crescimento. As clínicas de planejamento familiar estão cientes da possibilidade e começaram a tomar medidas para estender os serviços de controle de natalidade. A organização sem fins lucrativos Maine Family Planning está adotando as prescrições por três meses para garantir que as famílias não vejam uma interrupção no controle da natalidade. A Planned Parenthood começou a promover o PPDirect nesta semana, um aplicativo que permite que as mulheres tomem pílulas anticoncepcionais sem sair de casa.

Leslie Root, uma candidata a doutorado em Demografia na Universidade de Berkeley, que estuda fertilidade e decisões para engravidar, considera a possibilidade de um boom de “bebês covid-19”. Ao mesmo tempo, pondera: “Acho que, quando a sociedade visualiza esse cenário, pensa nas pessoas que caem na cama e deixam a natureza tomar seu lugar. Embora esse comportamento exista, a maioria das pessoas sexualmente ativas usa algum tipo de proteção, a menos que esteja tentando ativamente engravidar.”

O maior boom de bebês nos Estados Unidos ocorreu após a Segunda Guerra Mundial. Casamento e fertilidade dispararam quando os casais encontraram oportunidades de emprego no pós-guerra, levando à famosa Geração Baby Boomers.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.