Brasil é o novo alvo de Joe Biden em sua cruzada ambientalista

É o que argumenta Frank Furedi, em artigo publicado na Edição 46 da 'Revista Oeste'
-Publicidade-
O presidente dos EUA, Joe Biden, está pronto para fazer advertências ao Brasil sobre sua política ambiental
O presidente dos EUA, Joe Biden, está pronto para fazer advertências ao Brasil sobre sua política ambiental | Foto: Carlos M. Vazquez II/Fotos Públicas

“Qualquer um que se oponha à cruzada radical da mudança climática é imediatamente colocado em um papel maligno de negacionista ou criminoso climático. Em novembro do ano passado, Biden definiu seus planos de ‘identificar e constranger os fora da lei do clima’ e, durante o primeiro debate presidencial, deu sinais de que provavelmente um dos primeiros países a ser considerados criminosos será o Brasil.”

O parágrafo descrito acima faz parte do artigo de Frank Furedi publicado na Edição 46 da Revista Oeste, que foi ao ar na sexta-feira 5.

Leia também: “Bolsonaro: alguns países se aproveitam ‘politicamente’ de problemas na Amazônia”

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. É mais um limitado bandido junto à necessidade da Europa de meter as mãos no que é nosso.
    Tentam isso desde de De Gaule, quando após um trato com o Brasil, ao percebermos que iria ser prejudicial ao País, não cumprimos o acordo, e daí surgiu sua célebre frase: “O Brasil não é um País sério!”

    Se passaram anos, nossa imprensa e universidade foram tomadas pelos princípios do comunismo, com a ajuda dos marginais retornados ao País pela nefasta Lei da Anistia; prepararam o terreno.

    A ideia por base é um núcleo central (URSAL), absoluto e poderoso, determinando o comportamento uníssono dos povos, dividindo entre si tudo que é produzido, por quem quer que seja, excluindo, naturalmente o cerne e seus bandidos mais próximos que lhes dariam segurança; esses tudo o que lhes é de desejo!!!

    Nesse contexto, não faltam alienados, marginais e corruptos aqui, apoiando as ONGs estrangeiras na Amazônia se beneficiando de nossos recursos, e a exigirem a manutenção do subdesenvolvimento do povo de lá para não complicar mais ainda a concorrência por grãos e outros tipos de alimentos da produção estrangeira.

    Sobram canalhice lá e aqui, temos uma posição a defender, nossas futuras gerações necessitam de nossa ação, mesmo que seja contra nossos “irmãos”.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site