Cessar-fogo entre Israel e Hamas não arrefece violência dos extremistas

Violência se alastra para além das fronteiras de Gaza: em Nova York, 20 pessoas foram presas após ataques de grupos pró-Hamas contra israelenses; vídeo mostra tentativa de invasão a restaurante judaico
-Publicidade-
Militantes extremistas pró-Hamas queimam bandeira de Israel em Nova York, nos Estados Unidos
Militantes extremistas pró-Hamas queimam bandeira de Israel em Nova York, nos Estados Unidos | Foto: Spencer Platt/Getty Images

A escalada de violência do grupo terrorista islâmico Hamas contra Israel vem se alastrando em diversos pontos para além da Faixa de Gaza e do território israelense nas últimas semanas. Nas redes sociais, há uma série de relatos e vídeos que mostram grupos extremistas islâmicos atacando, por exemplo, restaurantes e estabelecimentos israelenses.

Na quinta-feira 20, em Nova York, mais de 20 pessoas foram presas após um confronto entre grupos pró-Hamas e israelenses. A violência ocorreu poucas horas após o anúncio do cessar-fogo entre os terroristas e o governo de Israel.

-Publicidade-

Leia também: “Em pronunciamento, Biden promete ajudar a ‘reconstruir Gaza’”

Segundo informações da CBS News, um homem lançou fogos de artifício em direção a um grupo de pessoas na região central da cidade, perto de Diamond District, uma das áreas de maior presença judaica em Nova York. Uma vítima sofreu ferimentos leves, e o esquadrão antibomba da polícia da cidade está investigando o caso. Até o momento, ninguém foi preso.

Leia também: “Por que os israelenses não se deixam matar?”, artigo de Brendan O’Neill, da Spiked, publicado na Edição 61 da Revista Oeste

No vídeo abaixo, que foi divulgado pelo perfil The American Truth no Twitter e viralizou nas redes sociais (tem mais de 1 milhão de visualizações até este momento), um grupo de militantes extremistas pró-Hamas aparece tentando invadir um restaurante judaico e ameaçando os clientes.

Leia também: “Palestino esfaqueia dois israelenses em Jerusalém e é morto pela polícia”

Eles forçam a entrada e hostilizam os clientes, xingando, ameaçando e até cuspindo nas pessoas. Só são contidos após a intervenção dos próprios funcionários do estabelecimento e de seguranças.

Assista:

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site