Chanceler da China afirma aos EUA que o mundo tem de ‘guiar positivamente’ o Talibã

Wang Yi e Antony Blinken conversaram por telefone
-Publicidade-
O secretário-geral do Partido Comunista da China, Xi Jinping, em encontro com o então vice-presidente dos EUA, Joe Biden, em 2012
O secretário-geral do Partido Comunista da China, Xi Jinping, em encontro com o então vice-presidente dos EUA, Joe Biden, em 2012 | Foto: Divulgação/Flickr

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse ao chanceler dos Estados Unidos, Antony Blinken, que os EUA e a comunidade internacional têm de se envolver com os extremistas do Talibã, no Afeganistão, com a finalidade de “guiá-los positivamente”. A conversa entre os diplomatas ocorreu através de um telefonema, no domingo 29, conforme a agência de notícias Reuters.

Entre outros pontos, Wang Yi pediu aos EUA que forneçam ajuda econômica e humanitária ao Afeganistão, além de “manter a estabilidade” da moeda do país asiático e apoiar a ditadura a executar “funções administrativas”. “Respeitando a soberania do Afeganistão, os EUA devem tomar medidas concretas para ajudar o Afeganistão a combater o terrorismo”, afirmou Wang Yi a Blinken.

Leia também: “O fiasco de Joe Biden”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 74 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro