China censura imagens de pessoas sem máscaras na Copa do Mundo

Canal chinês substituiu por fotos de jogadores ou desfocou as imagens da torcida
-Publicidade-
Imagem da CCTV desfoca imagem dos torcedores, que não usam máscaras contra covid | Foto: Reprodução/YouTube
Imagem da CCTV desfoca imagem dos torcedores, que não usam máscaras contra covid | Foto: Reprodução/YouTube

Em meio à crescente onda de protestos na China contra a política de covid zero, a televisão estatal chinesa está censurando imagens de pessoas sem máscaras na Copa do Mundo. Nos últimos dias, milhares de pessoas saíram às ruas contra as duras regras de confinamento social e pedindo a renúncia de Xi Jinping, ditador reconduzido para o terceiro mandato em outubro. No domingo 27, houve concentração de inúmeras pessoas em Pequim e Xangai.

Para evitar ainda mais indignação da população, o canal CCTV substituiu sistematicamente, na transmissão da partida entre Japão e Costa Rica, as imagens em que apareciam pessoas sentadas muito próximas umas das outras, com fotos de jogadores ou fotos do público feitas longe o suficiente para que os rostos não pudessem ser identificados e constatada a ausência de máscaras.

Na internet, porém, é possível ver a transmissão sem censura, mesmo no Douyin, a versão chinesa do TikTok. A China é a última grande economia mundial que segue aplicando uma dura estratégia contra o coronavírus, chamada de covid zero, que envolve confinamentos de bairros e cidades inteiras, períodos de quarentena e testes em massa.

-Publicidade-

Nos últimos dias, uma carta aberta foi amplamente compartilhada na rede de mensagens WeChat, que questionava se a China está “no mesmo planeta” que o Catar e criticava a política de saúde do governo chinês. Uma carta que, no entanto, acabou sendo censurada pelas autoridades.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Ué, se até a Globo faz isso imagine lá na China. Outro dia bi um repórter da Globo empurrando uma pessoa em uma fila só porque falou “Lula na cadeia”. Outro agrediu um negro lá no Catar. O amor venceu.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.