Revista Oeste - Eleições 2022

China confina 700 hóspedes em hotel por surto de covid

As autoridades colocaram todos em quarentena no resort de luxo, em Macau
-Publicidade-
Os hóspedes do complexo hoteleiro estão impedidos de deixar o local
Os hóspedes do complexo hoteleiro estão impedidos de deixar o local | Foto: Reprodução

Um hotel de luxo no maior centro de cassinos do mundo, em Macau, na costa sul da China, foi fechado pelas autoridades sanitárias nesta terça-feira, 21, por causa de um surto de covid-19. Na última contagem, foram identificados 49 casos positivos.

Com o bloqueio, cerca de 700 hóspedes do resort foram colocados em quarentena, informou a emissora TDM. Imagens obtidas pela emissora e publicações nas redes sociais mostraram policiais em equipamentos de proteção lacrando o complexo hoteleiro, para impedir a entrada ou saída de pessoas. As autoridades do governo também preparam testes de covid-19 para os hóspedes. Os hóspedes serão obrigados a fazer três testes de PCR e quatro testes rápidos de antígeno na próxima semana.

A ex-colônia portuguesa governada pela China adere à política zero covid da China, que tenta erradicar todos os surtos, a qualquer custo, contrariando uma tendência global de tentar conviver com o vírus.

-Publicidade-

Os moradores não podem sair de casa, apenas casos específicos. Os restaurantes estão fechados para jantar e as restrições nas fronteiras foram reforçadas, o que significa que as receitas dos cassinos devem ficar próximas de zero por pelo menos uma semana e provavelmente nas próximas semanas, segundo analistas.

Impacto nos cassinos causa grave crise econômica

A queda das receitas nos cassinos de Macau, o maior centro de jogos de aposta do mundo, está afetando fortemente a economia. Centenas de empresas foram obrigadas a fechar, elevando o desemprego ao nível mais alto desde 2009.

Neste mês, a região administrativa da China registrou uma de suas piores receitas mensais com jogos de aposta desde setembro de 2020. O governo já havia advertido que a crescente perda de empregos e os problemas financeiros podem desencadear conflitos sociais e desestabilizar a segurança.

Macau é o único lugar na China onde é legalmente permitido apostar em cassinos. Muito dependente dos impostos sobre esses locais, que representam mais de 80% das receitas do governo, a região teve pouco sucesso em diversificar sua economia.

Leia também: “A insanidade da ‘covid zero’ na China”, reportagem de Cristyan Costa publicada na edição 112 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.