China critica presença militar norte-americana em Taiwan

"Temos uma ampla cooperação com os EUA com o objetivo de aumentar nossas capacidades defensivas", declara líder taiwanesa
-Publicidade-
O porta-voz da chancelaria chinesa, Wang Wenbin
O porta-voz da chancelaria chinesa, Wang Wenbin | Foto: Ministério das Relações Exteriores da China

O governo Chinês criticou a presença de militares norte-americanos em Taiwan. A reclamação veio nesta quinta-feira 28, depois que a presidente da ilha, Tsai Ing-wen, confirmou o apoio do Estados Unidos em seu território. Nas palavras da mandatária, seu país tem “uma ampla cooperação com os Estados Unidos com o objetivo de aumentar” as “capacidades defensivas”.

“Nós nos opomos firmemente a qualquer forma de intercâmbios oficiais e contatos militares entre Estados Unidos e Taiwan”, declarou Wang Wenbin, porta-voz da diplomacia chinesa. “O princípio de uma única China é a base das relações sino-americanas”, acrescentou. Em tom de ameaça, ela disse que “os Estados Unidos não devem subestimar a forte determinação do povo chinês em defender sua soberania e integridade territorial”.

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.