Revista Oeste - Eleições 2022

China reage a comunicado do G7 e sugere negacionismo da ciência

A resposta da ditadura asiática veio depois de o grupo de países defender a investigação que apura a origem do novo coronavírus
-Publicidade-
O secretário-geral do PCC, Xi Jinping
O secretário-geral do PCC, Xi Jinping | Foto: Divulgação/Creative Commons

O Partido Comunista da China (PCC) respondeu nesta segunda-feira, 14, às declarações de lideranças do G7, que pediram uma investigação sobre a origem do novo coronavírus. Considera-se a hipótese de que o patógeno tenha “escapado” de um laboratório em Wuhan, no país asiático, segundo relatório da inteligência norte-americana. Os EUA lideram as buscas pela verdade. “Os membros do G7 ignoram os fatos e a ciência, questionam e negam abertamente as conclusões do relatório do grupo de especialistas conjuntos e fazem acusações irrazoáveis ​​contra a China”, informou a embaixada da ditadura, em Londres.

“O que a China e Anthony Fauci têm a ver com a origem do coronavírus?”

No comunicado, o regime comunista faz alusão a um relatório da Organização Mundial da Saúde. Um grupo de pesquisadores esteve na China, porém, não conseguiu identificar a real origem da covid-19. Os cientistas alegaram que barreiras foram impostas pelo PCC, com a finalidade de que não se pudesse ver evidências do laboratório suspeito de ser a gênese do microrganismo. “Instamos os EUA e outros membros do G7 a respeitarem os fatos, compreenderem a situação, pararem de caluniar a China, de interferir nos assuntos internos da China e de prejudicar os interesses da China”, acrescentou o documento do PCC.

-Publicidade-

Encontro do G7

O G7 mandou um recado ao PCC: não vai tolerar a violação de direitos humanos cometida pela ditadura. “Promoveremos nossos valores, inclusive apelando à China para que respeite as liberdades fundamentais, especialmente em relação a Xinjiang e os direitos, liberdades e alto grau de autonomia para Hong Kong”, salientou o grupo de líderes, no domingo 13, durante o encerramento do encontro que durou três dias.

Mais de um milhão de pessoas, incluindo uigures e outras minorias muçulmanas, foram detidas nos últimos anos em campos de concentração em Xinjiang, segundo a Organização das Nações Unidas — o PCC nega a existência desses locais. No documento emitido pelo G7, os chefes de governo demonstraram, ainda, preocupação com o trabalho forçado nas cadeias de abastecimento globais, incluindo os setores agrícola e de vestuário.

Leia também: “O jogo do gigante”, reportagem publicada na Edição 58 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Então por que eles esconderam evidências, eliminaram testemunhas, sumiram com os primeiros infectados, impediram o acesso a dados do laboratório… E olha que o único americano da comissão que investigou a origem do vírus é um amigo do dr Fauci, fazendo parte da equipe de cientistas que financiava(dinheiro de bilionários globalistas) as pesquisas de GANHO DE FUNÇÃO no laboratório de Wuhan.

  2. O ocidente, notadamente os EUA e países europeus, deram um tiro no pé, quando para aproveitar a mão de obra barata chinesa, levaram suas fábricas para produzir lá. Com isso transferiram tecnologia, formaram mão de obra especializada chinesa, e destruíram empregos nos países de origem.
    Agora se possível temos que correr atrás para reverter o quadro.
    Medidas anti populares como taxação dos produtos importados de lá, e tentar cortar a exportação de materias primas e alimentos para lá. Será que algum país estará disposto a entrar nessa? O Brasil hoje vive dessas exportações? e agora??????

  3. Uma ditadura autoritária, fechada, controlada com mão de ferro, e que quer impor a todo o ocidente a mentira de de sua transparência e boas intenções, …… Basta ver a origem de todas as últimas pandemias no mundo para perceber que algo de errado acontece com essa ditadura, que não tem respeito nenhum pelas pessoas e países democráticos, e apenas quer dominar o mundo e mandar em tudo e em todos….

  4. ChinaComeRato – o capitalismo alimentou a serpente faminta chamada china…..agora eles viraram uma sucuri gigante com fome de poder e domínio mundial. os países capitalistas pagarão um preço por capacitar essa raça que não vale nada.

  5. A quem esses chineses querem enganar , a maioria desses vírus veio de lá, tão manipulando os vírus já que não podem ganhar na bala ,ficam espalhando o vírus e a vacina e quebrando economias no mundo.

  6. É muito simples de receber essa indenização. Basta que todos os países se reúnam e estabeleçam medidas econômicas contra os XingLing’s, como taxar excessivamente seus produtos, aumentar o preço dos produtos exportados para aquele país oriental, etc… Agora, na prática, terão condições de fazer isso? Não sei. Tal é a dependência que tem dos escravos que lá trabalham em suas instalações industriais naquele país. Terão a coragem de fazer um “América First”?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.