China relata surto de peste suína africana na Ilha de Hainan

Doença é inofensiva para seres humanos
-Publicidade-
Um novo surto de gripe suína africana foi identificado na China
Um novo surto de gripe suína africana foi identificado na China | Foto: Reprodução/Redes sociais

A China relatou um surto de peste suína africana em uma fazenda de porcos na Ilha de Hainan, no sul do país, informou a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) nesta terça-feira, 9. A doença afetou 1.063 animais.

A peste suína africana é inofensiva para os humanos, mas frequentemente fatal para os porcos. Depois de chegar à China, em agosto de 2018, o vírus exterminou aproximadamente 50% do rebanho do país em apenas um ano, segundo a agência de notícias Reuters.

Apesar da crise, a produção de carne suína na China atingiu níveis recordes entre julho e setembro, ultrapassando a marca de 12 milhões de toneladas. Trata-se de um aumento de 43% em relação ao mesmo período do ano passado.

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Carnes suína africana e bovina brasileira com problemas, segundo a vigilância sanitária chinesa!?Fala sério! Isso é pretexto pra exportar a ótima carne de morcego chinesa! Está na cara que isso é pra quebrar a economia do Brasil, conforme a nova resolução do partido Comunista sobre a reafirmação de Xi Jimping!

    1. Isso acontece desde os tempos medievais. Talvez uma explicação seja sobre os hábitos alimentares e ou de higiene desse pessoal.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.