Chris Cuomo não vai receber indenização por quebra de contrato, anuncia CNN

Apresentador foi demitido depois de revelado que ajudou seu irmão a encobrir casos de assédio sexual
-Publicidade-
O ex-apresentador da CNN Chris Cuomo | Foto: Reprodução/Flickr
O ex-apresentador da CNN Chris Cuomo | Foto: Reprodução/Flickr

Chris Cuomo, ex-apresentador da CNN, não vai receber indenização pela rescisão do contrato. Ele foi demitido por ajudar seu irmão, o ex-governador de Nova Iorque (NI) Andrew Cuomo a acobertar acusações de assédio sexual.

O jornal Wall Street Journal informou nesta terça-feira, 7, que a punição a Chris Cuomo veio do presidente da CNN, Jeff Zucker. O CEO teria ficado irritado por saber que Chris prestava uma espécie de assessoria de comunicação a Andrew.

Além da demissão, Chris Cuomo também perdeu um contrato com a editora Harper Collins para publicar o livro de Chris intitulado Deep Denial. Chris foi despedido ainda da rádio Sirius XM Holding, que atua nos Estados Unidos.

-Publicidade-

Ajuda de Chris Cuomo a irmão

No sábado 4, a CNN dispensou Chris depois de documentos virem à tona. A papelada da Justiça mostrou que Chris ajudou seu irmão, Andrew, a lidar com acusações de assédio sexual.

Andrew Cuomo deixou o cargo de chefe do Executivo estadual de NI em agosto após ter sido acusado de assediar 11 mulheres. Na ocasião, ele negou qualquer transgressão. Andrew é do Partido Democrata, a esquerda norte-americana.

Departamento de Trabalho dos EUA

Nos EUA, a indenização por demissão é concedida aos funcionários depois da rescisão de um contrato de trabalho. Geralmente, baseia-se no tempo de emprego para o qual o funcionário é elegível após a rescisão.

Não há nenhuma exigência na legislação trabalhista daquele país para indenização por demissão. A indenização por demissão é uma questão de acordo entre o empregador e o empregado.

A Administração de Segurança de Benefícios do Empregado, vinculada ao governo, pode ajudar um empregado que não recebeu benefícios de rescisão de acordo com seu plano patrocinado pelo empregador.

Leia também: “Ligações sórdidas”, artigo de Rodrigo Constantino publicado na Edição 89 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.