Cidade chinesa promove humilhação pública de infratores da covid

Quatro pessoas que teriam violado as regras de restrições foram obrigadas a desfilar pelas ruas de Jingxi, no sul da China
-Publicidade-
Imagens divulgadas pelo jornal estatal Guangxi News mostram cada suspeito escoltado por policiais
Imagens divulgadas pelo jornal estatal Guangxi News mostram cada suspeito escoltado por policiais | Foto: Reprodução/Twitter

Quatro pessoas que supostamente violaram regras de restrições contra a covid foram obrigadas a desfilar pelas ruas da cidade de Jingxi, no sul da China.

Os quatro foram acusados de transportar imigrantes ilegais, no momento em que praticamente todas as fronteiras da China estão fechadas devido à pandemia.

Imagens divulgadas pelo jornal estatal Guangxi News mostram cada suspeito escoltado por dois policiais, usando escudos, máscara e trajes de proteção. Os acusados também são cercados por outros agentes armados.

-Publicidade-

Castigo foi proibido em 2010

O Partido Comunista chinês proibiu qualquer tipo de humilhação pública de supostos criminosos em 2010, depois de décadas de campanhas de ativistas dos direitos humanos, mas alguns governos locais retomaram as práticas na luta contra a covid.

Em agosto, o governo de Jingxi, por exemplo, anunciou o “desfile da humilhação” pelas ruas como parte de uma série de medidas disciplinares para punir aqueles que não respeitassem medidas para impedir a propagação da covid.

Vídeos de um desfile similar em novembro mostraram uma multidão observando dois prisioneiros enquanto policiais liam seus crimes com um microfone. E, em agosto, dezenas policiais armados carregaram um suspeito pelas ruas até um parque infantil.

A informação é da agência de notícias France Press

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. É a reedição kids da guarda vermelha de mao tse Tung, quando a besta do apocalipse desceu a esse mundo causando cenas de horror inimaginável como decapitações, linchamentos, saques, enforcamentos, esquartejamentos, canibalismo (Wuxuan e Guangxin) e outros flagelos.

    Nada no mundo se compara em crueldade ao comunismo.

    Triste momento da humanidade quando mao, o maior psicopata genocida da história, recrutou sua guarda de comunistas alienados, especialmente jovens, para a degenerada “revolução cultural, o terror vermelho chinês.

    Além disso, a China já tinha vivido anos antes (58-62), com o próprio mao, uma fome q matou mais de 40 milhões de almas. Os culpados da vez foram os sabotadores imaginários e os pardais (acredite se quiser).

    Não perca seu tempo perguntando isso a um comunista. Ele desconversará.

    Retirar as pessoas de casa e humilhá-las, sempre foi uma obsessão deste regime.

    Esse controle da pandemia na China, com lockdown, pessoas proibidas de dirigir (???) e outras pérolas, a meu ver, só tem relação com controle de dissidências, rigidamente vigiadas pelo governo de Pequim.

    Prova disso é que, faz poucos dias, uma cidade na fronteira com a Rússia foi bloqueada por causa de um único caso (???).

    Feliz da humanidade quando esta doutrina do demônio for varrida da face da Terra para sempre.

  2. Esses chineses estão bem atrasados. Na Bahia, Rui Costa mandava bater naqueles que saiam às ruas na época do confinamento em abril, logo depois do carnaval. A maior vergonha é que os policiais obedeciam, davam safanões na população, humilharam e depois prendiam. Enquanto isso a população de bem se escondia com medo. Ficavam em casa assistindo a TV Globo e ficavam mais apavorados ainda. Os chineses tem muito a aprender com o Brasil.

    1. Tem cidade no interior da Bahia onde o prefeito manda a polícia militar até bem pouco tempo atrás, proibir a saída e permanência fora de casa nem que seja na varanda , um horror, sirene ligada o tempo todo , uma tortura

  3. No passado, na época daquela tal “revolução cultural” essa era uma prática muito comum contra professores, intelectuais, dissidentes políticos, etc… Agora estão se sentido muito poderosos a ponto de voltar com essas humilhações públicas e estão pouco se lixando para os protestos vindos do exterior.

    1. Ué, o povo brasileiro está aceitando tudo isso e mais um pouco. Pelo menos os chineses não batem nos ambulantes humilhando-os na frente dos filhos menores.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.